ONLINE
2
Partilhe esta Página
 

Estudo casais & Família
Estudo casais & Família

 

Nesta Página estaremos postando estudos para que casais possam por meio deles edificar e também restaurar seu matrimônio. Pois, cremos que por meio da Palavra de Deus em sua prática, tudo é possível.

 ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

De início estaremos postando um estudo com 40 capítulos cheio de informações e dicas que cremos terem nascido no coração de Deus  para todos quantos buscam por meio d'Ele, restaurar sua vida conjugal e familiar.

 

============================================

 

" DEUS EM SUA INCONDICIONAL MANEIRA DE NOS AMAR, DEMONSTRANDO EM DECIDIR ATÉ MESMO MORRER POR NÓS MOVIDO POR ESTE AMOR, NOS DESAFIA A IMITÁ-LO DIARIAMENTE. " 

                   

UM DESAFIO PARA AMAR INCONDICIONALMENTE O SEU CÔNJUGE 

 

 19/02/2020 - Quarta Feira

 

Parte 26    
    
           
25° Dia
O Amor perdoa
   
 
O que eu também perdoei, se é que alguma coisa tenho perdoado, por causa de vós o fiz na presença de Cristo - 2 Coríntios 2: 10
 
Este e difícil - talvez o desafio mais difícil deste livro. 
 
Mas se seu casamento precisa de esperança, esse e um desafio que precisa ser levado a serio. Conselheiros e ministros que lidam com casais abalados, geralmente lhe dirão que este e o problema mais complexo de todos, uma ruptura que e, geralmente, a ultima a ser reparada. O perdão não e para ser apenas considerado e contemplado, mas precisa ser, deliberadamente, posto em pratica. 
 
O perdão precisa acontecer, ou o casamento não terá sucesso.
 
Jesus pintou uma imagem realista do perdão em Sua parábola do
servo impiedoso. Um homem que devia uma enorme quantia em
dinheiro, ficou surpreso quando seu senhor ouviu o seu apelo por
misericórdia e cancelou toda a divida. Porem, depois de ter sido liberado dessa enorme divida, o servo fez algo totalmente inesperado: ele foi ate um outro homem que devia a
ele uma quantia muito menor e exigiu o pagamento imediatamente.
 
Quando o senhor tomou conhecimento disso, as coisas mudaram
drasticamente em relação ao acordo com o escravo. 
 
"Irado, seu senhor entregou-o aos torturadores, ate que pagasse tudo o que devia" (Mateus
18:34). Um dia que começou com alegria e alivio, terminou em tristeza e desesperança; Tortura. Prisão. Quando pensamos em falta de perdão, e isso que deve vir a nossa mente, pois Jesus disse, "Assim vos fara meu Pai celestial, se de coração não perdoardes, cada um a seu irmão" (Mateus 18:35).
 
Imagine que você esta em uma prisão. E quando você olha ao seu
redor, avista algumas celas de onde você esta. Você vê pessoas do seu passado encarceradas la – pessoas que lhe feriram quando você era criança. Vê pessoas que já chamou de amigo, mas que erraram com você em algum momento da caminhada. Talvez você veja seu pai ou sua mãe, ou quem sabe os dois la; talvez um irmão ou irma ou outra pessoa da sua família. 
 
Ate o seu cônjuge esta trancado nas proximidades, imobilizado
com todos os outros nesta cadeia feita por você mesmo.
 
Esta prisão que você vê e uma sala em seu próprio coração. Esta
cela escura, fria e depressiva esta em você todos os dias. Mas Jesus esta de pé, não muito longe de la, oferecendo uma chave para você que libertara todos os presidiários.
 
Não. Você não quer isso. Essas pessoas lhe machucaram muito.
Eles sabiam o que estavam fazendo e mesmo assim decidiram ir em
frente - ate mesmo seu cônjuge, aquele em quem você mais confiava.
 
Então, você resiste e volta. Você não esta disposto a permanecer ali por nem mais um minuto – vendo Jesus, vendo a chave em Suas mãos, sabendo o que Ele esta lhe pedindo para fazer. E demais para você.
 
Entretanto, ao tentar escapar você descobre algo assustador. Não
ha saída. Você se encontra aprisionado com todos os outros cativos. Sua falta de perdão, raiva e amargura fizeram de você um prisioneiro também. 
 
Assim como o servo na historia de Jesus, que foi perdoado de
uma enorme divida, você escolheu não perdoar e, em razão disso, tem sido entregue aos torturadores e carcereiros. Sua liberdade depende, agora, do seu perdão.
 
Sempre leva algum tempo para chegarmos a essa conclusão.
Vemos todo tipo de perigo e risco no que se refere a perdoar. Por
exemplo, o que eles fizeram foi muito errado, admitam eles ou não. Eles nem se sentem arrependidos pelo que fizeram. Eles devem achar que suas acoes sao perfeitamente justificáveis, e chegam ao ponto de lhe culpar por isto. 
 
Mas o perdão não absolve ninguém da culpa. Ele não limpa a "ficha" deles com Deus. O perdão livra você de se preocupar em como ira puni-los. Quando você perdoa uma outra pessoa, você não esta apenas tornando-a livre. Você a esta entregando a Deus, que e capaz de tratar com ela a Sua maneira. 
 
Você esta se privando do trabalho de preparar mais argumentos ou tentando prevalecer na Situação. Não tem mais relação com ganhar ou perder.
Tem a ver com liberdade. Tem a ver com "deixar pra la".
E por esta razão que sempre ouvimos pessoas que perdoaram
genuinamente dizerem, "eu sinto como se um peso fosse retirado dos meus ombros." Sim, e exatamente isso. E como uma brisa fresca passando pelo seu coração. O mau cheiro do mofo da cadeia e inundado por luz e serenidade. Pela primeira vez em muito tempo, você se sente em paz. Você se sente livre.
 
Mas como você faz isso? Você libera a sua raiva e entrega a
responsabilidade de julgar essa pessoa para o Senhor. "Não vos vingueis a vos mesmos, amados, mas dai lugar a ira de Deus, porque esta escrito:
Minha e a vingança, eu retribuirei, diz o Senhor" (Romanos 12: 19).
 
Como você sabe que perdoou? Você descobre que perdoou quando
no momento que você vê ou pensa na pessoa - ao invés de fazer seu
sangue ferver - faz você sentir muito, faz você ter piedade dela, e esperar sinceramente que ela mude de atitude. Existem tantas outras coisas que precisam ser ditas e tantas questões emocionais que precisam ser enfrentadas para que alcancemos nosso objetivo. Contudo, casamentos bem sucedidos não são criados por pessoas que nunca magoam uns aos outros, mas por pessoas que decidem "não guardar rancor" (1 Corintios 13:5).
 
» Desafio de hoje »
 
Seja o que for que você ainda não perdoou em seu cônjuge, perdoe hoje.
Esqueça. Assim como pedimos a Deus para "perdoaras nossas dividas" a cada dia, devemos pedira deus para ajudar-nos
a "perdoar os nossos devedores" a cada dia também. a falta de perdão tem mantido você e seu cônjuge na prisão por muito tempo. 
 
Diga de coração, "eu escolhi perdoar".
 
- Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.
 
O que você perdoou em seu cônjuge hoje? 
Por quanto tempo você esta carregando esse peso? 
Quais foram os resultados de entregar esse problema a Deus?
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
 
Jesus, porém, dizia: Pai, perdoa-lhes; porque não sabem o que fazem.  (Lucas 23:34



Leia mais: https://www.soemcristohavida.com.br/news/deus-em-sua-incondicional-maneira-de-nos-amar-demonstrando-em-decidir-ate-mesmo-morrer-por-nos-movido-por-este-amor-nos-desafia-a-imita-lo-diariamente-parte-26/

 

 

 

 

12/02/2020 - Quarta Feira

 

Parte 25      

      

 24° Dia

 

Amor contra cobiça

 

O mundo e a sua cobiça passam, mas aquele que foz a vontade de Deus permanece para sempre. - 1 João 2: 17

 

Adão e Eva tinham tudo o que precisavam para viver no Jardim do Éden. Eles se relacionavam com Deus e tinham intimidade um com o outro. Mas depois que Eva foi enganada pela serpente, ela viu o fruto proibido e colocou o coração nele. Em pouco tempo, Adão se juntou a ela e, indo contra a ordem de Deus, ambos comeram o fruto proibido.

Esse é o processo. Dos olhos ao coração. E em seguida vergonha e arrependimento.

Nós também temos tudo o que precisamos para ter uma vida plena, produtiva e enriquecida. "Porque nada trouxe para este mundo, e nada podemos daqui levar" (1 Timóteo 6:7). Mas a Bíblia insiste em dizer que ter o alimento e a vestimenta básica, é o suficiente para estarmos satisfeitos. E Jesus prometeu que essas duas coisas seriam sempre providas para os filhos de Deus (Mateus 6:25-33).

As bênçãos de Deus, contudo, vão tão além dessas necessidades fundamentais, que poderíamos dizer, com toda razão, que não temos falta de nada. Mesmo assim, como Adão e Eva, nós ainda queremos mais. Colocamos nossos olhos e nosso coração na busca por prazeres desse mundo. Tentamos suprir necessidades legítimas de maneiras ilegítimas. Para muitos, essas necessidades são a busca por satisfação sexual em outra pessoa ou em imagens pornográficas feitas para parecerem uma pessoa real. Olhamos, fixamos o olhar e fantasiamos.

Tentamos ser discretos, mas dificilmente afastamos nossos olhos. E uma vez que os nossos olhos são capturados pela curiosidade nosso coração se envolve. Então, agimos de acordo com a cobiça.

Também podemos ter a ambição por posses, poder ou vaidade.

Vemos o que o outro tem e queremos para nós. Nossa oração se engana dizendo, "Eu seria feliz se tivesse isso." Então, tomamos a decisão de perseguir o que cobiçamos.

"Mas os que querem tornar-se ricos caem em tentação e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, as quais submergem os homens na ruína e na perdição" (1 Timóteo 6:9).

A cobiça está em oposição ao amor. Significa colocar seu coração e suas paixões em algo proibido. E para um cristão, este é o primeiro passo para se afastar do relacionamento com Deus e com os outros. Isso acontece porque todo objeto de cobiça seja uma jovem colega de trabalho ou a atriz de um filme, ou o desejo por uma casa de meio milhão de dólares ou por um carro esportivo - representa o início de uma mentira. Esta coisa ou pessoa que promete satisfação absoluta se assemelha a um abismo de promessas não cumpridas.

Cobiça sempre gera mais cobiça. "Donde vêm as guerras e contendas entre vós? Porventura não vêm disto, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam?" (Tiago 4: 1). A cobiça lhe tornará insatisfeito com o seu marido ou esposa. Ela produz raiva, adormece corações e destrói casamentos. Em lugar de levar à plenitude, a cobiça leva ao vazio.

É hora de expor o que realmente é a cobiça - a sede por satisfação que só pode ser preenchida por Deus. A cobiça é como a luz de aviso no painel do seu coração lhe alertando para o fato de que você não está permitindo que Deus lhe preencha. Quando seus olhos e o seu coração estão n’Ele, suas ações lhe conduzirão a uma alegria duradoura, não a ciclos intermináveis de arrependimento e condenação.

"Visto como o Seu divino poder nos tem dado tudo o que diz respeito à vida e à piedade, pelo pleno conhecimento daquele que nos chamou por Sua própria glória e virtude; pelas quais ele nos tem dado as suas preciosas e grandíssimas promessas, para que por elas vos torneis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo"(2 Pedro 1:3-4).

Você está cansado de ser enganado pela cobiça? Não aguenta mais acreditar que o prazer em coisas proibidas é capaz de lhe manter feliz e satisfeito? Então, coloque os seus olhos na Palavra de Deus. Deixe Suas promessas de paz e liberdade trabalharem em seu coração. Receba diariamente o amor incondicional que Ele já provou para você através da cruz. Concentre-se em ser grato por tudo o que Deus já lhe deu, em lugar de escolher a ingratidão e o descontentamento.

Você se achará tão completo com o que Deus provê, que não terá mais fome de cobiça.

E quando você estiver na plenitude de Deus, volte seu coração para o seu cônjuge. "Seja bendito o teu manancial; e regozija-te na mulher da tua mocidade... e pelo seu amor sê encantado perpetuamente. E por que, filho meu, andarias atraído pela mulher licenciosa, e abraçarias o seio da adúltera? Porque os caminhos do homem estão diante dos olhos do Senhor, o qual observa todas as suas veredas" (Provérbios 5: 18-21).

"Não ameis o mundo, nem o que há no mundo. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele" (I João 2:15). A cobiça é o melhor que este mundo tem para oferecer, mas o amor lhe oferece a melhor vida do mundo.

» Desafio de hoje »

Acabe com a cobiça agora. Identifique todo objeto dela em sua vida e remova-o. Rejeite todas as mentiras em que você acreditava ter prazer. A cobiça não pode terá permissão de ficar por perto. Ela deve ser destruída e exterminada - hoje - e substituída pelas promessas de deus e por um coração cheio do seu perfeito amor.

- Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

O que você identificou como uma área de cobiça? O que ela lhe custou ao longo do tempo? Como ela lhe afastou de ser a pessoa que gostaria?

Escreva sobre seu novo compromisso de buscar a Deus - e de buscar seu cônjuge - em lugar de procurar desejos tolos.

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

 

Vivam como pessoas livres, mas não usem a liberdade como desculpa para fazer o mal. (1 Pedro 2: 16)

 

-------------------------------------------------------------

05/02/2020 - Quarta Feira

 

Parte 24    

         

23° Dia

 

O Amor sempre protege         

 

[O amor] tudo sofre - 1 Coríntios 13:7

 

O casamento é feito de uma série de elementos, incluindo alegrias, tristezas, sucessos e fracassos. Mas quando você pensa em como deseja que seja o casamento, a última coisa que vem à sua mente é que ele se pareça com um campo de batalha. Contudo, existem algumas batalhas que você deve estar mais do que disposto a enfrentar. Essas são batalhas que estão ligadas à proteção do seu cônjuge.

Infelizmente, o casamento tem inimigos externos. Eles aparecem em formas diferentes e utilizam estratégias diferentes, e certamente eles irão conspirar para destruir o seu casamento, a menos que você saiba como impedi-los.

Alguns desses inimigos são espertos e parecem atraentes, com o único propósito de minar o amor e a apreciação um pelo outro. Outros tentam seduzir o seu coração, alimentando-o com fantasias e comparações irreais. Essa é uma batalha que você precisa travar para salvar seu casamento - daquelas em que o amor veste sua armadura e levanta a espada para se proteger. Seu casamento e seu cônjuge precisam de uma constante proteção de coisas como:

Influências prejudiciais. Você está permitindo que certos hábitos envenenem sua casa? A internet e a televisão podem ser um acréscimo produtivo e prazeroso à sua vida, mas elas também podem trazer elementos destrutivos e lhe privar de momentos preciosos com a sua família: O mesmo vale para as horas de trabalho, que os mantém separados um do outro por horas preciosas. Você não pode proteger a sua casa se raramente está presente, nem quando está relativamente desconectado. É preciso lutar para manter o equilíbrio.

Relacionamentos doentios. Nem todo mundo pode ser um bom amigo. Não é todo colega com quem você sai para pescar que fala com sabedoria quando o assunto é casamento. Não são todas as mulheres com quem você se relaciona que tem a perspectiva correta em relação a compromisso e prioridades. Na verdade, todo aquele que mina o seu casamento, não merece receber o título de "amigo". E certamente você precisa estar alerta todo tempo para que os relacionamentos com o sexo oposto no trabalho, na academia, ou até mesmo na igreja não lhe afastem emocionalmente daquele para quem você já entregou seu coração.

Desonra. Todo mundo enfrenta algum tipo de inferioridade e fraqueza. E em virtude do casamento expor completamente essas fraquezas um ao outro, você precisa proteger a vulnerabilidade da sua esposa ou do seu marido, nunca falando negativamente dele(a) em público. Os segredos dele (a) são os seus segredos (a menos, claro, se esses segredos envolverem comportamentos destrutivos que colocam você, seus filhos e seu cônjuge em perigo). De um modo geral, o amor esconde as falhas do outro. Ele cobre a vergonha do outro.

Parasitas. Tome cuidado com os parasitas. Um parasita é tudo aquilo que se junta a você ou ao seu cônjuge e suga a vida do seu casamento. Eles, na maioria das vezes, tomam a forma de vício, como drogas, apostas ou pornografia. Eles prometem prazer, mas crescem como uma doença e consomem mais e mais dos seus pensamentos, tempo e dinheiro. Eles roubam sua fidelidade e seu coração daquele (a) que você ama. Raramente o casamento sobrevive quando esses parasitas estão presentes. Se você ama seu cônjuge, deve destruir qualquer tipo de vício do seu coração. Se isso não acontecer, eles lhe destruirão.

A Bíblia fala claramente a respeito desse papel protetor, geralmente utilizando a analogia de um pastor de ovelhas. Deus advertiu, "Meu rebanho ficou sem pastor... e se tornou comida de todos os animais selvagens". Como? "Visto que meu rebanho ficou sem pastor". Não porque esses homens eram ruins em desempenhar suas funções, mas porque eles não prestaram atenção. Em lugar de vigiar para se assegurar que suas ovelhas não estavam sendo pegas por predadores, os pastores se alimentaram e não alimentaram Meu Rebanho" (Ezequiel 34:8). Eles cuidaram das suas próprias necessidades e do seu apetite, mas deram pouca importância à segurança daquelas que estavam sob a supervisão deles.

Esposas - você tem o papel de protetora em seu casamento. Você precisa guardar o seu coração de ser levado por novelas, revistas e outras formas de entretenimento que mancham sua percepção da realidade e fazem você ter expectativas falsas a respeito do seu marido. Ao contrário, você deve fazer a sua parte em ajudar o seu marido a se sentir forte, enquanto também evita pensamentos provenientes de programas de TV que tiram a sua atenção da família. "Toda mulher sábia edifica a sua casa; a Insensata, porém, derruba-a com as suas mãos" (Provérbios 14:1).

Homens - você é o cabeça da casa. É o responsável diante de Deus por guardar os portões e manter-se firme contra, tudo o que ameaça a sua esposa e o seu casamento. Essa não e uma tarefa simples. Requer um coração corajoso e uma cabeça que pense de forma preventiva. Jesus disse, "Se o dono da casa soubesse que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa" (Mateus 24:43). Esse é o seu papel. Leve-o a sério.

» Desafio de hoje »

Remova qualquer coisa que esteja atrapalhando seu relacionamento, qualquer vício ou influência que esteja se infiltrando em seu amor e afastando seu coração do seu cônjuge.

- Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

O que você "jogou fora" primeiro? Existem outras coisas que precisam ser eliminadas também? O que você espera como resultado dessa remoção em você, em seu casamento e em seu relacionamento com Deus?

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

“ Sereis edificado; se lançares a iniquidade longe da tua tenda “ (Jó 22:23)

 

===================================================

 

29/01/2020 - Quarta Feira

 

Parte 23            

 

22° Dia - O Amor é fiel

        

E desposar-te-ei comigo em fidelidade, e conhecerás ao Senhor. - Oseias 2:20

 

Como cristãos, o amor é a base de toda nossa identidade. Nosso novo nascimento veio porque "Deus amou o mundo de tal maneira que deu Seu filho unigênito para que todo aquele que n’Ele crê não pereça mas tenha a vida eterna" (João 3:16).

 

Quando pediram para Jesus esclarecer qual era o maior de todos os mandamentos, Ele respondeu, ''Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma, de toda a sua força e de todo o seu entendimento e ame o seu próximo como a si mesmo" (Lucas 10:27).

 

O amor que temos pelo próximo deveria ser o que nos identifica como discípulos de Cristo (João 13:35). Essa é a base e o fundamento da nossa existência (Efésios 3: 17), cujo propósito é expressado com paixão e fervor (I Pedro 4:8). É uma qualidade que precisa crescer e transbordar mais e mais (I Tessalonicenses 3: 12), sempre nos aperfeiçoando e sendo reconhecidos por isto.

 

Então, se fomos criados para compartilhar o amor, o que você faz quando o amor é rejeitado? Como você reage quando a pessoa para quem você dedica sua vida não aceita o amor para o qual você foi chamado para demonstrar?

 

O acordo do profeta Oseias é um dos mais extraordinários da Bíblia. Indo contra toda lógica e conveniência, Deus o instruiu a se casar com uma prostituta. Ele desejava que o casamento de Oseias mostrasse como o amor incondicional dos céus por nós se parece. 

 

A união de Oseias com Gômer gerou três filhos mas, como esperado, essa mulher que por muito tempo teve uma vida imoral não se contentou em permanecer fiel a um único homem. Então Oseias teve que lidar com um oração ferido e com a vergonha do abandono.

 

Ele tinha amado Gômer, mas ela desprezou o seu amor. Eles cresceram juntos, mas depois ela foi desleal e adúltera, rejeitando-o por cobiça a homens totalmente estranhos.

 

O tempo passou e Deus falou novamente com Oseias. Deus disse para ele ir e reafirmar o seu amor pela mulher que por várias vezes lhe fora infiel. Dessa vez ela atingiu um nível mais baixo e teve que ser comprada do meio dos escravos, mas Oseias pagou o preço pela redenção dela e a levou de volta para casa. Sim, ela tratou o amor dele com descaso. Ela traiu seu coração.

 

Mas ele a convidou de volta a sua vida, expressando um amor incondicional.

 

Esta é uma história real, mas foi usada como exemplo do amor de Deus por nós. Ele derrama o seu amor em nós sem medida, apesar de, como recompensa, geralmente não prestarmos atenção. 

 

Às vezes agimos vergonhosamente e consideramos Seu amor intruso, como se Ele estivesse nos privando do que realmente queremos. Nós O rejeitamos de várias maneiras – mesmo depois de receber Seu dom da salvação eterna - e ainda assim Ele nos ama. Ele permanece fiel.

 

Mesmo assim, Seu amor não O priva de nos chamar a prestar contas pelo nosso descaso por Ele: Pagamos mais por nossa rejeição do que imaginamos. Mas ainda assim, Ele escolhe responder com graça e misericórdia. "Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a redenção dos nossos delitos, segundo as riquezas da sua graça (Efésios 1:7).- Nele temos o modelo do que o amor rejeitado faz. Esse amor permanece fiel.

 

Jesus nos chamou para esse tipo de amor na passagem conhecida como o Sermão da Montanha. Ele disse, ''Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam, bendizei aos que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam" (Lucas 6:27-28).

 

"Se amardes aos que vos amam, que mérito há nisso? Pois também os pecadores amam aos que os amam. E se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que mérito há nisso? Também os pecadores fazem o mesmo" (Lucas 6:32-33).

 

"Amai, porém, os seus inimigos, façam-lhes o bem e emprestem a eles, sem esperar receber nada de volta. Então a recompensa que terão será grande e vocês serão filhos do Altíssimo, porque ele é bondoso para com os ingratos e maus" (Lucas 6:35).

 

No momento em que estava no altar, você nunca imaginaria que a pessoa com quem você estava se casando poderia se tornar, mais tarde, um tipo de inimigo, daqueles que você precisaria amar como atitude de sacrifício quase total. E com bastante frequência no casamento, o relacionamento realmente chega a esse nível. E até mesmo ao ponto de traição ou, infelizmente, à infidelidade.

 

Para muitos esse é o princípio do fim. Alguns reagem rapidamente indo em direção a um trágico divórcio. Outros, mais protetores de sua reputação do que de sua própria felicidade, decidem deixar a farsa continuar. Mas eles não têm a intenção de apreciá-la - muito menos de amar um ao outro novamente.

 

Este não é o modelo, contudo, do seguidor de Cristo. Se o amor é para ser igual ao d’Ele, é preciso amar mesmo quando o seu amor é rejeitado. E para que o seu amor seja assim, você necessita do amor de Cristo para iniciar.

 

Você pode dar amor imerecido ao seu cônjuge porque Deus lhe deu esse tipo de amor - repetidamente e continuamente. O amor é geralmente mais expressado àqueles que menos merecem.

 

Peça a Ele para lhe encher do amor que só Ele pode prover então, decida dá-lo a seu cônjuge de forma que demonstre a sua gratidão a Deus por lhe amar. Esta é a beleza do amor redimido. Este é o poder da fidelidade.

 

» Desafio de hoje »

 

Amar é uma escolha. Não um sentimento. É uma ação inicial não uma ação automática. Hoje, escolha estar comprometido a amar mesmo que seu cônjuge tenha perdido o interesse em receber o seu amor diga a ele hoje em palavras semelhantes a essas, "eu amo você e ponto final. Eu escolho amar você mesmo se você não me amar em troca".

 

- Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

 

Por que esse tipo de amor é impossível sem o amor de Cristo batendo em seu coração? 

Como a presença de Deus em você lhe capacita a amar, mesmo quando não é, inicialmente, recíproco?

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

 

 Escolhi o caminho da fidelidade. (Salmos 119:30)



============================================

 

22/01/2020 - Quarta Feira

 

Parte 22           

 21° Dia

 

O Amor é saciado em Deus    

            

O Senhor lhe guiará constantemente; satisfará os seus desejos. - Isaías 58: 11

 

O vigésimo dia foi de vital importância na jornada de O Desafio de Amar - e na sua vida. Você esteve face a face com a maior necessidade do coração de todo ser humano. E talvez pela primeira vez tomou conhecimento do quanto essa necessidade é individual. Você deve ter percebido que nada em sua caixa de talentos e suplementos pode reparar o estrago que o pecado produz e que Jesus é o único que pode suprir o que falta em você. E você O recebeu por fé e permitiu que Ele gerenciasse e governasse a sua vida, então Seu Santo Espírito está renovando o seu oração. Sua sabedoria, graça e poder podem ser liberados agora em tudo o que você faz, incluindo seu casamento.

 

Contudo, se esse é um território novo para você ou se você é um seguidor de Jesus por algum tempo, agora é a hora de firmar algo em sua mente: você precisa de Deus a cada dia. Não é uma proposta temporária.

 

Somente Ele pode lhe satisfazer, mesmo quando o resto do mundo falha com você.

 

Seu marido pode estar chegando tarde em casa mais uma vez. Mas Deus sempre chegará na hora.

 

Sua esposa pode lhe desapontar mais uma vez. Mas podemos sempre confiar que a promessa de Deus será liberada.

 

Todos os dias você cria expectativas a respeito do seu cônjuge.

 

Algumas vezes ele até preenche suas expectativas. Às vezes não. Mas ele nunca será capaz de satisfazer todas as suas exigências _ em parte porque algumas das suas exigências são absurdas, em parte porque o seu cônjuge é humano.

 

Deus, por outro lado, não e. E aqueles que se achegam a Ele todos os dias, em total dependência, pelas necessidades verdadeiras da sua vida, são os que descobrem o quanto Deus é digno de confiança.

 

Seu cônjuge lhe proporciona paz interior? Não. Mas Deus proporciona. "Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças; e a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus" (Filipenses 4:6-7)

 

Seu cônjuge lhe deixa feliz e satisfeito independente do que a vida lhe proporciona? Não. Mas Deus deixa.

 

" Em toda maneira e em todas as coisas estou experimentado... Posso todas as coisas naquele que me fortalece " (Filipenses 4:12-13).

 

Existem necessidades em sua vida que somente Deus pode satisfazer totalmente. Apesar do seu marido ou da sua esposa poder preencher alguns desses requisitos - pelo menos  ocasionalmente – só Deus é capaz de supri-los por completo. Sua necessidade de amor. Sua necessidade de aceitação. Sua necessidade de alegria. É hora de parar de esperar que alguém ou alguma coisa lhe faça completo para sempre.

 

Somente Deus pode fazer isso à medida que você aprende a depender d’Ele. Mas Ele quer fazer isso à maneira d’Ele. "Meu Deus suprirá todas as vossas necessidades segundo as suas riquezas na glória em Cristo Jesus" (Filipenses 4:19) .

 

A necessidade de amor, paz e adequação é real. Ninguém esta dizendo que você não pode tê-las. Porém, em lugar de ficar ligado a coisas que são instáveis e sujeitas a mudanças - saúde, dinheiro, até mesmo os sentimentos e melhores intenções do seu cônjuge -ligue-se a Deus. Ele é o único na sua vida que nunca muda. Sua fidelidade, Sua verdade e Suas promessas para Seus filhos sempre permanecerão. É por esta razão que você precisa buscá-lo todos os dias.

 

A única razão para não fazermos isso é a falta de confiança em Deus. Não acreditamos que Ele suprirá as nossas necessidades. E a Bíblia ainda diz, "Deleita-te também no Senhor, e ele te concederá o que deseja o teu coração" (Salmos 37:4). Quando buscamos em primeiro lugar, O amamos em primeiro lugar e colocamos o nosso relacionamento com Ele no topo das nossas prioridades, Ele promete nos suprir com o que realmente precisamos _ que é, na verdade, tudo o que nos satisfaz.

 

Certa vez, Jesus conversou com uma mulher samaritana,  próximo a um poço, uma mulher que procurou satisfazer suas necessidades através de uma série de relacionamentos falidos. 

 

Com a vida e o cântaro vazios, ela chegou a esse lugar, arruinada e endurecida, mesmo estando desesperadamente necessitada. 

 

Mas em Cristo ela encontrou o que Ele chamou de  " água viva' (João 4: 1 O) _ um suprimento que não era para matar a sede temporariamente. O que Ele ofereceu foi uma bebida para a satisfação da alma, que nunca para de jorrar dádivas e refrigério. E é isso que está disponível para você a cada manhã ao nascer do sol e a cada noite antes de dormir, independente de quem é o seu cônjuge ou o do que ele lhe fez. 

 

Deus é o seu suprimento diário. Ele é tudo o que você precisa. 

 

» Desafio de hoje »

 

Separe hoje um tempo para orar e ler a bíblia. Tente ler um capítulo de provérbios a cada dia (são trinta e um - um suprimento para o mês todo), ou leia um capítulo dos evangelhos (Mateus, Marcos, Lucas e João).

 

Enquanto você faz isso, mergulhe no amor e nas promessas que Deus tem para você. Isso lhe proporcionará crescimento na sua caminhada com Ele.

 

  • Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo. 

 

Como você acha que passar tempo com Deus mudará sua situação e sua perspectiva? Como você pode fazer d’Ele a parte mais significativa do seu dia?

 

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

Abres a mão, e satisfazes o desejo de todos os viventes. (Salmos 145:16)

 

 

========================================

 

15/01/2020 - Quarta Feira

 

Parte 21            

20° Dia

Jesus Cristo é amor

 

Pois, quando ainda éramos fracos, Cristo morreu a seu tempo pelos ímpios. - Romanos 5:6

O desafio do dia anterior conduziu a essa conclusão. Felizmente, é uma conclusão que podemos suportar - hoje, amanhã e para sempre.

Jesus veio para lhe "buscar e salvar" (Lucas 19:10). Tudo aquilo que você fez de errado e não consegue fazer corretamente, todos os minutos gastos tentando resolver as coisas à sua maneira - tudo isso pode ser perdoado e justificado se a sua vida for entregue nas mãos d’Aquele que primeiro a entregou a você.

Talvez você nunca tenha feito isso, Então hoje é o seu dia. "Eis aqui agora o tempo aceitável, eis aqui agora o dia da salvação". (2 Coríntios 6:2)

Talvez você tenha feito isso há anos, mas você tem caminhado 'distante das suas raízes espirituais. Então '' Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, de sorte que venham os tempos de refrigério, da presença do Senhor " (Atos 3:19).

Mesmo que você já caminhe com Cristo e nunca se desviou de Sua companhia, a passagem abaixo é uma boa lembrança de tudo o que Ele tem feito por você.

A Bíblia diz que já nascemos pecadores. "Eis que eu nasci em iniquidade, e em pecado me concebeu minha mãe" (Salmos 51:5). "Pois todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundícia" (Isaías 64:6). Deus não envia pessoas inocentes para o inferno.

Nós merecemos o inferno. Simplesmente, não somos bons o suficiente para vivermos com esse Deus puro e santo. Todavia, "Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: em que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por meio dele vivamos" (1 João 4:9).

"Que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens. E sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até a morte e morte de cruz!" (Filipenses 2:6-8). "Levando Ele mesmo os nossos pecados em seu corpo sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados pudéssemos viver para a justiça; e pelas Suas feridas fostes sarados" (1 Pedra 2:24). Através de Sua morte Ele mudou nossa realidade de desprezados e sem valor. Se alguma vez você já se sentiu assim, foi porque não olhou para a cruz. Ele provou o Seu amor nela.

Amor como este não pode ser completamente compreendido.

"Porque dificilmente haverá quem morra por um justo; pois poderá ser que pelo homem bom alguém ouse morrer. Mas Deus dá prova do seu amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós" (Romanos 5:7-8).

Nem pode ser adquirido por meio de esforços. "Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor" (Romanos 6:23). "Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não vem das obras, para que ninguém se glorie" (Efésios 2:8-9).

Mas necessitamos receber esse amor. "Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo; pois é com o coração que se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação" (Romanos 10:9-10).

E quando recebemos esta nova vida e esse amor como nossa própria vida e nosso próprio amor, nos tornamos livres para amar de formas que antes eram impossíveis.

"Nisto conhecemos o que é o amor: Jesus Cristo deu a sua vida por nós, e devemos dar a nossa vida por nossos irmãos... E este é o mandamento: que creiamos no nome de Seu Filho Jesus Cristo e que nos amemos uns aos outros, como ele nos ordenou" (1 João 3: 16, 23).

''Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor" (1 João 4:8).

Ele estava disposto a lhe amar mesmo você não sendo merecedor, mesmo quando você não retribui o amor. Ele pôde ver todas as suas falhas e imperfeições e ainda escolheu lhe amar. O Seu amor sofreu o maior sacrifício para suprir a nossa maior necessidade. Como resultado,

você é capaz (pela graça) de caminhar na plenitude e na bênção do Seu amor. Agora e para sempre.

Isso significa que agora você compartilha desse mesmo amor com o seu cônjuge. Você é capaz de amar mesmo quando o seu amor não é correspondido. Você pode ver todas as falhas e imperfeições dele e ainda escolher amá-lo. E apesar de não poder suprir as necessidades do seu cônjuge como Deus pode, você pode se tornar instrumento d’Ele para suprir as carências do amor da sua vida. Como resultado, ele pode caminhar na plenitude e na graça do amor. Agora e até a morte.

O amor verdadeiro só é encontrado em Cristo. E depois que você receber o Seu dom da nova vida, entendendo e aceitando Sua morte em seu lugar e o perdão pelos seus pecados, você finalmente está pronto para viver o desafio.

» Desafio de hoje »

Desafio você a conhecera Deus pela palavra. Desafio você a crer em Jesus como seu salvador. desafio você a orar, Senhor Jesus, sou pecador, mas o senhor mostrou o teu amor por mim morrendo para perdoar os meus pecados, e o senhor provou o teu poder de me salvar da morte através da ressurreição. Senhor, mude o meu coração, e salve-me pela tua graça."

- Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

Escreva como foi essa experiência para você. Mesmo se você estiver apenas renovando o compromisso de receber e expressar Seu amor, o que Ele lhe mostrou hoje?

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

No seu amor, e na sua compaixão ele os remiu. (Isaías 63:9)



-------------------------------------------------

08/01/2020 - Quarta Feira

 

arte 20      

19° Dia

É impossível Amar?

 

Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor é de Deus; e todo o que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. - 1 João 4:7

O Desafio de Amar se inicia com um segredo. E apesar deste segredo ser um elemento silencioso no decorrer de cada dia, você se tornou a cada dia mais desconfiado dele. Agora que você já chegou até aqui, esse é um segredo que você está descobrindo por você mesmo, ainda que você não saiba exatamente como colocá-lo em palavras.

O segredo é este: não podemos obter amor incondicional (ou o amor ágape) pelo nosso próprio coração. É impossível. Está além das nossas capacidades. Está além de todas as nossas capacidades.

Você pode até ter demonstrado de alguma forma bondade e generosidade, e você deve até ter aprendido a ser mais ponderado, atencioso. Mas, sinceramente, amar alguém de forma abnegada, incondicional é um assunto completamente diferente.

Então, como podemos fazer isso? Goste ou não, o amor ágape não é algo que você possa produzir. É algo que apenas Deus pode fazer. Mas por causa do Seu grande amor por você - e do Seu grande amor pelo seu cônjuge - Ele escolheu expressar Seu amor através de você.

Você pode ainda não acreditar nisso. Você pode estar convencido de que com muito trabalho e comprometimento, você pode criar o amor incondicional, a longo prazo e sacrificial a partir do seu próprio coração.

Você quer acreditar que este amor está em você.

Mas quantas vezes o seu amor falhou em lhe afastar da mentira, da cobiça, da reação exagerada, do pensamento mau a respeito da pessoa à qual você, diante de Deus, prometeu amar para o resto da sua vida?

Por quantas vezes o seu amor provou ser incapaz de controlar a sua raiva? Quantas vezes o seu amor lhe motivou a perdoar ou promoveu um final de paz em uma discussão constante?

São estes fracassos que revelam a condição pecaminosa da humanidade. Fomos todos destituídos da ordem de Deus (Romanos 3:23).

Todos nós demonstramos egoísmo, ódio e orgulho. E ao menos que alguma coisa seja feita para nos purificar desses atributos pecaminosos, iremos permanecer diante de Deus culpados e condenados (Romanos 6:23).

É por esta razão que se não estivermos corretos diante de Deus, não podemos amar de verdade nosso cônjuge, porque Ele é a fonte desse amor.

Não podemos dar o que não temos. Não podemos acessar reservas e fontes interiores que não podem ser exploradas. Da mesma forma que não podemos pagar um milhão de dólares se não tivermos condições, não podemos demonstrar o amor que não temos. Podemos tentar, mas iremos falhar.

Então a má notícia é: o amor que é capaz de resistir a todas as pressões está fora do nosso alcance, enquanto tentarmos encontrá-lo dentro de nós mesmos. Precisamos de alguém que nos dê esse tipo de amor.

"O amor vem de Deus" (1 João 4:7). E somente aqueles que permitiram que Ele entrasse em seus corações através da fé em Seu Filho, Jesus - somente aqueles que receberam o Espírito de Cristo através da fé em Sua morte e ressurreição - são capazes de alcançar o real poder do amor. "Porque sem mim," disse Jesus, "nada podeis fazer" (João 15: 5).

Mas Ele também disse, "Se vós permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes, e vos será feito" (João 15:7). Deus prometeu por meio de Cristo habitar em nosso coração através da fé, de forma que possamos "conhecer o amor de Cristo que excede todo entendimento, para que vocês sejam cheios de toda a plenitude de Deus" (Efésios 3:19).

Quando nos rendemos a Cristo, o Seu poder opera através de nós.

Mesmo naquilo que somos melhores, não somos capazes de alcançar o padrão de Deus. Mas Ele "é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua em nós" (Efésios 3:20). E assim que devemos amar nosso cônjuge.

Então, este segredo inquietante - tão poderoso quanto parece _ traz um final feliz para aqueles que não mais resistirem e receberem o amor que Deus tem para eles. Isso significa que o amor que Ele "derramou em nosso coração, por meio do Espírito Santo que Ele nos concedeu" (Romanos 5:5) está sempre disponível, todas as vezes que decidimos nos submeter a ele.

Simplesmente não somos capazes de demonstrar esse amor sem Ele.

Quem sabe, você nunca entregou o seu coração a Cristo, mas O sente lhe atraindo. Você deve estar percebendo pela primeira vez que, também, desobedeceu aos mandamentos de Deus, que a sua culpa lhe impedirá de conhecê-Lo. Mas, as escrituras dizem que se nos arrependermos e abandonarmos o pecado e nos voltarmos para Deus.

Ele está de braços abertos para nos perdoar por causa do sacrifício que o Seu filho sofreu na cruz. Ele está lhe chamando, não para lhe escravizar, mas, para lhe libertar, de forma que receba Seu amor e perdão. Então, esse amor pode ser compartilhado com aquele (a) que você foi chamado especificamente para amar.

Talvez, você já seja cristão, mas poderia admitir que está caminhando longe da companhia do Senhor. Você não está vivendo na Palavra, não tem uma vida de oração, pode ser que você nem esteja mais indo aos cultos. O amor que você sentia correr pelas suas veias se reduziu à apatia.

A verdade é, não podemos viver sem Ele e não podemos amar sem Ele. E não existem palavras que expliquem o que Ele pode fazer em seu casamento se você colocar a sua confiança n’Ele.

» Desafio de hoje »

Olhe os desafios dos dias anteriores. Existe algum que parecia impossível para você? Você percebeu que precisa de Deus para mudar seu coração e lhe dar capacidade para amar? Peça a Ele para mostrar onde você precisa da intervenção Dele, e peça força e graça para cumprir o seu destino eterno.

- Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

O que Deus está lhe dizendo? Existe alguma agitação em seu coração?

Que atitude você tomou em resposta a Ele?

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

Para o homem é impossível, mas, para Deus todas as coisas são possíveis. (Mateus 19:26)



----------------------------------------------

 

01/01/2020 - Quarta Feira

 

Parte 19     

18° Dia - 

O Amor busca entender

 

Feliz é o homem que acha sabedoria, e o homem que adquire entendimento. - Provérbios 3: 13

 

Gostamos de descobrir o máximo que podemos sobre as coisas que realmente nos importam.

Se é nosso time de futebol favorito, iremos ler todos os artigos que nos ajudarão a acompanhar o seu desempenho.

Se é cozinhar, vamos sintonizar no canal de televisão que compartilha as melhores dicas de culinária e receitas de sobremesa.

Se é um assunto que nos interessa, anotaremos todas as vezes que algo relacionado a ele aparecer. De fato, é quase como uma área de estudo pessoal.

Não há problema em se interessar por coisas externas e estar "por dentro" de certos assuntos.

Mas é aí que o amor faria a seguinte pergunta, "O quanto você conhece o seu cônjuge?"

Pense nos dias em que você estava paquerando aquele que hoje é seu cônjuge.

Você não estudava aquele (a) por quem o seu coração ansiava?

Quando um homem tenta ganhar o coração de uma mulher, ele a estuda. Ele descobre do que ela gosta, do que não gosta, os seus hábitos e hobbies.

Mas depois que ele ganha o coração dela e se casa, geralmente ele para de descobrir coisas novas sobre ela.

O mistério e o desafio de conhecê-la parece menos fascinante e ele vê seus interesses deslocados para outras áreas.

Isto também acontece, em muitos casos, com as mulheres que começam admirando e construindo respeito pelo homem com quem desejam estar.

Entretanto, depois do casamento estes sentimentos desaparecem à medida que a realidade revela que seu "príncipe" é um homem falho e imperfeito.

Mas mesmo depois do casamento, existem coisas que precisam ser descobertas a respeito do seu cônjuge. E esse conhecimento os aproximará. Você pode até obter favor aos olhos da sua esposa. "O bom senso alcança favor" (Provérbios 13:15).

Considere a seguinte perspectiva: se tudo o que você conheceu do seu marido ou da sua esposa antes do casamento se comparar a um diploma do ensino médio, então, você precisa continuar aprendendo sobre ele (a) até conquistar um diploma universitário, um mestrado e, por fim, um doutorado. Pense nisso como uma jornada de vida que conduz o seu coração para mais perto do seu cônjuge.

• Você conhece os maiores sonhos e esperanças dele (a)?

• Você tem pleno conhecimento de como ele (a) prefere dar e receber amor?

• Você sabe quais são os maiores medos do seu cônjuge e por que ele luta contra eles?

Alguns dos problemas que você tem no que se refere ao seu cônjuge existem, simplesmente, porque você não o entende bem.

Ele provavelmente reage de maneira diferente da que você reagiria, e você não entende o porquê.

Estas diferenças - mesmo aquelas que são relativamente insignificantes - podem ser a causa de muitas brigas e conflitos no casamento. Isto acontece porque, como diz a Bíblia, temos a tendência de "difamar" as coisas que não entendemos (Judas 10).

Existe uma razão para cada gosto ou preferência do seu cônjuge.

Cada nuance no caráter dele tem uma história. Cada elemento de quem ele é, como ele pensa e com o que se parece é baseado em uma série de princípios que, na maioria das vezes, só fazem sentido para a pessoa que o apoia.

Mas vale a pena o tempo investido em descobrir por que seu esposo ou esposa é do jeito que é.

Se você perder o nível de intimidade que uma vez teve com o seu cônjuge, uma das melhores maneiras de destravar o coração dele novamente é se comprometer em conhecê-lo. Estude-o. Leia-o como você lê um livro que está tentando compreender.

Faça perguntas. A Bíblia diz, "O ouvido dos sábios busca conhecimento" (Provérbios 18:15). O amor toma a iniciativa de começar a conversa. Para que seu companheiro possa se abrir, ele precisa saber que seu desejo de entendê-lo é real e genuíno.

Ouça. "Os sábios entesouram o conhecimento; porém a boca do insensato é uma destruição iminente" (Provérbios 10:14).

O objetivo de conhecer o seu cônjuge é ouvi-lo, não dizer a ele tudo o que pensa.

Mesmo se o seu cônjuge não for muito falante, o amor lhe convida a descobrir as "águas profundas que habitam dentro dele (Provérbios 20:5).

Peça a Deus discernimento. "Porque o Senhor dá a sabedoria; da sua boca procedem o conhecimento e o entendimento" (Provérbios 2:6).

Coisas como diferenças de gênero, antigos problemas familiares e experiências de vida variadas podem encobrir sua habilidade de conhecer o coração e as motivações do seu cônjuge.

Mas Deus é generoso em sabedoria. O Senhor lhe mostrará o que você precisa para saber como amar mais o seu cônjuge.

"Com a sabedoria se edifica a casa, e com o entendimento ela se estabelece; e pelo conhecimento se encherão as câmaras de todas as riquezas preciosas e deleitáveis" (Provérbios 24:3-4).

Existe uma profundidade de beleza e significado em sua esposa ou seu marido que irá lhe maravilhar a proporção que você descobre mais.

Deseje conhecer essa pessoa mais do que você conhece. Faça dele (a) a sua área de estudo escolhida, e você preencherá a sua casa com o tipo de riqueza que só pode ser proporcionada pelo amor.

» Desafio de hoje »

Prepare um jantar especial em casa só para vocês dois. O jantar pode ser tão agradável quanto você preferir.

Separe este momento para conhecer seu cônjuge melhor, talvez em áreas que vocês raramente conversam.

Decida fazer desta uma noite agradável para você e para o seu amor.

- Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

O que você descobriu sobre o seu cônjuge?

Como você pode continuar esse processo de descoberta, de outras maneiras? Quais foram alguns dos momentos que tornaram essa noite memorável?

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

Adquire, pois, a sabedoria; sim, com tudo o que possuis adquire o entendimento. (Provérbios 4:7)



-----------------------------------------------------------------------

25/12/2019 - Quarta Feira

 

Parte 18     

17° Dia   

O Amor traz intimidade

 

Aquele que cobre uma ofensa promove amor, mas quem a lança em rosto separa bons amigos. - Provérbios 17:9.

 

Podemos ser próximos de um amigo que conhecemos desde criança ou desde os dias da faculdade. Podemos ser próximos a um irmão ou irmã, a nossos pais, ou a um primo que tem aproximadamente a mesma idade que nós. Mas nada se compara a proximidade existente entre um marido e uma esposa. O casamento é o relacionamento mais íntimo do ser humano.

É por esta razão que precisamos muito da intimidade. Cada um de nós nasce com a necessidade inata de ser conhecido, amado e aceito.

Queremos que as pessoas saibam nosso nome, nos reconheçam quando nos encontrarem e nos valorizem. A possibilidade de compartilhar nossa casa com outra pessoa que nos conhece até nos detalhes mais íntimos é parte do prazer mais profundo do casamento.

Contudo, essa grande bênção é também terreno de seu maior perigo.

Alguém que nos conhece tão intimamente pode nos amar como nunca imaginamos, ou pode nos ferir de formas, quem sabe, irrecuperáveis. Ela é tanto o fogo quanto o temor do casamento.

Qual desses dois você está experimentando em seu lar nesse momento? Os segredos que o seu cônjuge sabe sobre você são motivo de vergonha ou razão para ficarem mais próximos? Se seu cônjuge fosse responder a essa pergunta, ele diria que você o faz sentir seguro ou assustado?

Se o lar não é considerado um lugar de segurança, os dois serão tentados a buscá-la em qualquer outro lugar. Talvez em uma outra pessoa, iniciando um relacionamento que, ou flerta com o adultério ou realmente entra nele. Talvez possamos buscar conforto no trabalho ou em atividades ao ar livre, algo que nos separa parcialmente da intimidade, mas também nos mantém próximo às pessoas que nos respeitam e nos aceitam.

O marido ou a esposa não deve se sentir pressionado a ser perfeito para que receba aprovação. Ele (a) não deve andar sobre cascas de ovos com medo de fazer algo que desagradará o outro, justamente quando deveria se sentir confortável andando com seus próprios pés.

A Bíblia diz, "No amor não há medo; antes o perfeito amor lança fora o medo" (I João 4:18). Liberdade deve ser a atmosfera do casamento. Como Adão e Eva no jardim, a proximidade deve intensificar somente a intimidade.

Estar "nu" e "não se envergonhar" (Gênesis 2:25) deve existir na mesma frase em seu casamento - fisicamente e emocionalmente.

Evidentemente, este é um território delicado. O casamento descarrega a bagagem da outra pessoa na sua vida, e a sua na dela. Os dois têm motivos para ficarem constrangidos porque tiveram muitas coisas pessoais reveladas a outro ser humano.

Mas esta é a sua oportunidade de proteger todas essas informações particulares sobre ele no abraço protetor do seu amor, e de prometer ser o que mais pode ajudá-lo a lidar com isso. Alguns desses segredos precisam de correção.

Então, podemos ser agente de cura e restauração - não discursando, não criticando, mas ouvindo em amor e oferecendo apoio.

Alguns desses segredos só precisam ser aceitos. Eles são parte da estrutura e da história da pessoa. E embora essas questões não sejam muito agradáveis de se lidar, elas sempre vão exigir um toque delicado.

Em ambos os casos, somente você possui o poder de rejeitar o seu cônjuge por causa disto ou convidá-lo a entrar - com os defeitos e tudo o mais. Eles irão reconhecer que estão em um lugar seguro onde são livres para cometer erros, ou irão se recolher para si e se afastar emocionalmente de você, talvez para sempre. Amá-lo bem deve ser o trabalho de toda a sua vida.

Pense nisto desta maneira. Ninguém lhe conhece tão bem como Deus, Aquele que lhe formou.

O autor do Salmo 139 estava certo quando disse, "Tu conheces. o meu sentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento. Esquadrinhas o meu andar, e o meu deitar,e conheces todos os meus caminhos. Sem que haja uma palavra na minha língua, eis que, ó Senhor, tudo conheces" (Salmos 139:2-4).

E ainda assim, Deus, que conhece até os segredos que escondemos de nós mesmos, nos ama tão profundamente que não podemos ao menos medir. Quanto mais nós - pessoas imperfeitas - devemos estender a mão a nossos cônjuges em graça e entendimento, aceitando-os por quem são e assegurando-os que seus segredos estão seguros conosco?

Talvez essa seja uma área onde você falhou no passado. Se aconteceu assim, não espere que seu cônjuge lhe dê, imediatamente, acesso livre ao coração dele. Você deve iniciar reconstruindo a confiança.

O próprio Jesus é descrito como Aquele que não invade a vida das pessoas, mas que permanece à porta e bate. " Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo " (Apocalipse 3:20).

A realidade da intimidade sempre leva tempo para se desenvolver, especialmente depois de ser comprometida. Mas seu compromisso de restabelecê-la pode começar hoje - para qualquer que esteja disposto a aceitar o desafio.

» Desafio de hoje »

Decida guardar os segredos do seu cônjuge (a menos que seja perigoso para ele ou para você) e orar por ele. Fale com seu cônjuge e demonstre amor apesar desses segredos. Ouça-o quando ele compartilha com você seus pensamentos mais secretos e suas lutas. Faça com que ele se sinta seguro.

- Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

Quão difícil é para você se conter em fazer uma crítica ou algo parecido? O que você aprendeu sobre o seu cônjuge hoje, simplesmente por ouvir?

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

Eu sou do meu amado, e o meu amado é meu. (Cantares de Salomão 6:3)



------------------------------------------------------------------------------------

18/12/2019 - Quarta Feira

 

Parte 17    

16° Dia 

O Amor intercede  

    

Amado, desejo que lhe vá bem em todas as coisas, e que tenhas saúde, assim como bem vai à tua alma. - 3 João 2

 

Não podemos mudar o nosso cônjuge. Por mais que desejemos, não podemos agir como Deus, alcançar o coração do nosso cônjuge e transformá-lo no que queremos que ele seja. Mas é nisso que a maioria dos casais gastam boa parte do seu tempo – mudar seu cônjuge.

 

A insanidade é conhecida por fazer a mesma coisa repetidamente e esperar resultados diferentes. Mas não é isso que acontece quando tentamos mudar nossa esposa ou nosso marido? É frustração ao nível mais elevado. Em algum ponto temos que aceitar que mudar o nosso cônjuge é algo que não podemos fazer. Mas aqui está o que podemos fazer. Podemos ser um "sábio fazendeiro".

 

Um fazendeiro não tem poder para fazer de uma semente, uma colheita frutífera. Ele não pode exigir manipular ou discutir com ela para gerar frutos. Mas ele pode plantar a semente em um solo fértil, regá-la e prover nutrientes, protegê-la das ervas daninhas, e então entregá-la nas mãos de Deus. Milhões de fazendeiros vivem deste processo há séculos.

 

Eles sabem que nem todas as sementes germinam. Porém, a maioria crescerá se plantada em solo apropriado e se receber o que precisa.

 

Não há nenhuma garantia de que alguma coisa neste livro mudará seu cônjuge, e além disso, o objetivo não é esse. Pelo contrário, o objetivo é lhe desafiar a amar.

 

Se você levar a sério “O Desafio de Amar”, há uma grande probabilidade de ocorrer uma mudança pessoal em você, de dentro para fora.

 

E se você realizar cada desafio, seu cônjuge será influenciado e o seu casamento florescerá diante dos seus olhos.

 

Podem existir as ervas daninhas.

 

Pode até levar anos. Mas independente de como seja o solo onde você está plantando, você terá sucesso.

 

O que precisa ser feito, é retirar as ervas daninhas do casamento.

 

É preciso nutrir o solo do coração do nosso cônjuge e então, depender de Deus para colher os resultados.

 

Contudo, não somos capazes de fazer isto, sozinhos.

 

Precisamos de algo que é mais poderoso que tudo o que temos.

 

Esse algo é a oração eficaz.

 

A oração realmente funciona.

 

É um fenômeno espiritual criado por um Deus ilimitado e poderoso. E ela produz grandes resultados.

 

Você está a ponto de desistir do seu casamento? Jesus disse para orar ao invés de desistir (Lucas 18:1). Está estressado e preocupado?

 

A oração pode acalmar as tempestades (Filipenses 4:6-7). Você precisa de algo totalmente novo? A oração pode fazer a diferença (Atos 12: 1-17).

 

Deus é soberano. Ele faz as coisas à Sua maneira. Ele não é um gênio em uma lâmpada que realiza todos os nossos desejos. Mas Ele realmente nos ama e deseja ter um relacionamento íntimo conosco. E isso não acontece sem oração.

 

Existem outros elementos chave que precisam estar em funcionamento para que a oração seja eficaz. Basta dizer que a oração funciona melhor quando vem de um coração humilde, que em um relacionamento correto com Deus e com os outros. A Bíblia diz,.

 

"Confessai, portanto, os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros...

 

A súplica de um justo pode muito na sua atuação" (Tiago 5: 16).

 

Já se perguntou por que Deus lhe dá uma maravilhosa percepção dos defeitos escondidos do seu cônjuge? Você realmente acha que é para ser motivo de crítica constante? Não, é para ser motivo de oração constante. Ninguém conhece melhor o seu cônjuge que você.

 

Suas censuras e críticas estão funcionando? A resposta é não, porque não é isso que muda um coração. Pelo contrário, é hora de tentar falar com Deus em oração.

 

O marido descobrirá que Deus pode "consertar" a sua esposa bem melhor do que ele.

 

A esposa lucrará mais através de estratégias de oração do que todos os seus esforços persuasivos. Esse é, também, um modo de viver bem mais prazeroso.

 

Então, transforme suas reclamações em oração e veja o Mestre trabalhar enquanto você mantém suas mãos limpas. Se o seu cônjuge não tem nenhum tipo de relacionamento com Deus, então está claro o motivo pelo qual você precisa começar a orar. Além disso, comece a orar exatamente pelo que o seu cônjuge precisa. Ore pelo coração, pelas atitudes e pelas responsabilidades dele diante de Deus. Ore para que as mentiras se transformem em verdades. Ore para que o perdão substitua a mágoa. Ore por uma mudança genuína em seu casamento. E só então ore pelos desejos do seu próprio coração – para que o amor e a honra se tornem normais. Ore para que o romantismo e a intimidade alcancem um nível mais profundo.

 

Um dos atos mais amorosos que podemos fazer pelo nosso cônjuge é orar por ele. "Pedi, e dar-se-vos-à: buscai, e achareis; batei e abrir-se-vos-a" (Mateus 7:7).

 

» Desafio de hoje »

 

Comece hoje orando pelo coração do seu cônjuge. ore por três áreas.

 

Específicas da vida dele onde você deseja que Deus trabalhe. Ore por seu casamento.

 

  • Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

 

Você já experimentou o poder da oração? Pelo que você escolheu orar?

 

Isso foi fácil ou lhe pareceu estranho? Para ideias sobre as chaves da oração específica, veja o apêndice.

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

 

Se alguém for temente a Deus, e fizer a sua vontade, a esse ele ouve.  (João 9:31}

 


===================================

 

11/12/2019 - Quarta Feira

 

Parte 16

 

15° Dia

 

O Amor é nobre

 

Igualmente vós, maridos, vivei com elas com entendimento, dando honra à mulher, como sendo elas herdeiras convosco da graça da vida. - (J Pedro 3:7)

 

Existem certas palavras em nossa língua que têm significados poderosos. Sempre que essas palavras são utilizadas, um ar de respeito é associado a elas. Essas palavras nunca perdem sua qualidade, classe e dignidade. Uma dessas palavras será o nosso foco hoje.

 

É a palavra honra. Honrar alguém significa respeitá-lo e estimá-lo, tratá-lo como alguém especial e de grande importância. Quando falamos com eles, mantemos nossa linguagem clara e compreensiva. Somos educados e agradáveis.

 

Quando eles falam conosco, levamos a sério o que dizem, dando à suas palavras peso e significância. Quando nos pedem algo, nós os servimos de todas as maneiras possíveis, simplesmente por respeito a quem são.

 

A Bíblia nos diz para "honrarmos" nosso pai e nossa mãe, assim como aqueles que têm autoridade. É um chamado para conhecer a posição ou o valor de alguém. Honra é uma palavra nobre.

 

Isso é especialmente verdadeiro no casamento. Honrar o cônjuge significa dar a ele total atenção: não falar com ele por trás do jornal ou com os olhos voltados para a televisão. Quando as decisões que afetam a ambos ou a toda família estão sendo tomadas, damos à voz e à opinião do nosso cônjuge a mesma influência em nossa mente. Honramos o que ele tem a dizer. Ele importa - e é através da maneira como o tratamos que deve saber disso.

 

Porém, existe outra palavra que nos convida a um lugar mais elevado, uma palavra que, na maioria das vezes, é banida do casamento, apesar de seu significado não poder ser contido. É uma palavra que, na verdade, forma a base da palavra honra - a verdadeira razão pela qual damos respeito e superioridade a nossa esposa ou marido. Esta palavra é santo.

 

Dizer que o seu (sua) esposo (a) é santo (a) para você não significa que ele (a) é perfeito (a). Santidade significa que ele (a) está separado (a) para um propósito maior - nada que seja comum ou cotidiano, mas especial e único.

 

A pessoa que se tornou santa para você tem um lugar em seu coração que não pode ser ocupado por nenhum rival. Ela é sagrada para você, uma pessoa a ser honrada, elogiada e defendida.

 

Uma noiva cuida dessa maneira do seu vestido de noiva. Depois de usá-lo em seu dia especial, ela o cobre e o protege, depois o separa de tudo o mais em seu armário. Você não a vê usando o vestido enquanto trabalha no jardim ou enquanto vai à cidade.

 

Seu vestido de noiva tem um valor por si mesmo. Desse ponto de vista, ele é santo e sagrado para ela.

 

Quando duas pessoas se casam, cada cônjuge se torna "santo" um para o outro, pela união do casamento. Isto significa que nenhuma outra pessoa no mundo inteiro tem o direito de receber este nível de compromisso e afeto de você. O seu relacionamento é incomparável.

 

Você tem intimidade física só com ela, só com ele. Você edifica uma casa, cria seus filhos com essa pessoa. Seu coração, suas posses, sua vida é para ser absorvida em um laço incomum compartilhado com esse ser humano.

 

É assim que acontece em seu casamento? Seu cônjuge poderia dizer que você o honra e o respeita? Você o considera separado e valioso? Santo?

 

Talvez você não se sinta dessa maneira, e quem sabe até por uma boa razão. Talvez você deseje que alguém do lado de fora veja o nível de desrespeito que você recebe do seu marido ou da sua esposa – alguém que faça seu cônjuge se sentir envergonho ao expor o que realmente é dentro de casa.

 

Mas essa não é a questão do amor. O amor honra mesmo quando é rejeitado. O amor trata o seu amado como alguém especial e sagrado mesmo quando suas atitudes ingratas são tudo o que recebe de volta.

 

É maravilhoso, com toda certeza, quando um marido e uma esposa estão juntos nesse propósito, quando eles estão seguindo o mandamento bíblico "dediquem-se uns aos outros" em amor, quando eles "preferem dar honra aos outros" (Romanos 12: 10). O casamento deve ser honrado por todos e o leito conjugal deve ser conservado puro (Hebreus 13:4).

 

Mas quando seus esforços em honrar não são recíprocos, você deve honrar da mesma forma. É isso que o amor lhe desafia a fazer - a dizer "De todos os relacionamentos que eu tenho, darei mais valor ao nosso.

 

De todas as coisas que estou disposto a sacrificar, sacrificarei o máximo por você. Com todas as suas falhas, pecados, erros e culpas - passadas e presentes - eu ainda escolho amar e honrar você." É assim que uma atmosfera para que o amor seja reacendido, é criada. É assim que conduzimos o nosso coração a novamente amar de verdade nosso cônjuge. Essa é a beleza da honra.

 

» Desafio de hoje »

 

Escolha uma maneira de demonstrar honra e respeito ao seu cônjuge que vá além da sua rotina. Pode ser abrir a porta para ela. Pode ser separar as roupas que ele irá vestir. Pode ser a forma como você ouve e fala com ele. Mostre ao seu cônjuge que ele é altamente honrado aos seus olhos.

 

  • Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

Como você escolheu dar honra ao seu cônjuge? Quais foram os resultados? Que outras maneiras de demonstrar honra você pode utilizar nos próximos dias?

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

sairá deles ação de graças e a voz dos que se alegram; e multiplicá-las-ei, e não serão diminuídos; glorificá-los-ei, e não serão apoucados. (Jeremias 30:19)



-----------------------------------------------------------------------

 

04/12/2019 - Quarta Feira

 

Parte 15  

         

14º Dia   

 

O Amor sente prazer

 

Goza a vida com a mulher que amas, todos os dias da tua vida vã. - Eclesiastes 9:9

 

Uma das coisas mais importantes que você deve aprender em sua jornada de O Desafio de Amar é que não deve somente seguir o seu coração. Você deve guiá-lo. Não permita que seus sentimentos e emoções assumam o controle. Coloque-os no banco de trás e diga para onde está indo.

 

Em seu casamento, nem sempre você se sente apaixonado. Seu coração não dispara constantemente com a ideia de passar todos os momentos com o seu cônjuge. Ninguém consegue manter o desejo ardente de estar junto somente com sentimentos.

 

Contudo, também é muito difícil amar alguém só por obrigação.

 

Os recém-casados deleitam-se naquele que agora chamam de cônjuge. Seu amor é recente e jovem, e a esperança por um futuro romântico,  ganha espaço no coração deles. Porém, existe algo tão poderoso quanto aquele amor recente, novo. Vem da decisão de se deleitar no esposo ou esposa e amá-lo (a), não importando há quanto tempo estão casados.

 

Em outras palavras, o amor que escolhe amar é tão poderoso quanto o amor que se sente amando. Sob vários aspectos, é um amor ainda mais verdadeiro porque mantém os olhos bem abertos.

 

Sempre nos comportaremos de forma reprovável um com o outro.

 

Ela vai lhe dar nos nervos. Ele vai lhe irritar. Mas os dias passam muito rápido para serem desperdiçados com discussões por coisas pequenas. A vida é curta demais para isso.

 

Ao contrário, é hora de guiar o coração para mais uma vez se deleitar em seu cônjuge. Aprecie-o. Segure suas mãos e busque sua companhia. Deseje conversar com ele. Lembre-se do motivo que fez você se apaixonar pelo seu caráter. Aceite sua personalidade - manias e tudo o mais – e receba-o com alegria, mais uma vez, em seu coração.

 

Mais uma vez, você escolhe o que aprecia. Você não nasceu com certas configurações e preferências específicas para agir de acordo com elas. Se você é irritante, é porque escolheu ser assim. Se você só consegue trabalhar com uma casa limpa, é porque não escolheu outra maneira de agir. Se crítica seu cônjuge mais do que elogia, é porque está permitindo que seu coração seja egoísta. Você tem se conduzido à crítica. Então agora é a hora de recuar seu coração.

 

É hora de aprender a sentir prazer em seu cônjuge mais uma vez, e não mais esperar que o seu coração sinta prazer em quem ele é.

 

Pode ser surpreendente para você saber que a Bíblia contém muitas histórias românticas, nenhuma mais atrevida e provocante do que os oito capítulos de Cantares de Salomão.

 

Veja a maneira como esses dois apaixonados sentem prazer um no outro neste livro poético...

 

A mulher: " Qual a macieira entre as árvores do bosque, tal é o meu amado entre os jovens; com grande gozo sentei-me à sua sombra; e o seu fruto era doce ao meu paladar. Levou-me à sala do banquete, e o seu estandarte sobre mim é o amor (Cantares de Salomão 2:3-4).

 

O homem: " Levanta-te, amada minha, formosa minha, e vem!

 

Pomba minha, que andas pelas fendas das penhas, no oculto das ladeiras, mostra-me o teu semblante faze-me ouvir a tua voz; porque a tua voz é doce, e o teu semblante formoso (Cantares de Salomão 2: 13-14).

 

Sentimental demais? Vigoroso demais? Não para aqueles que direcionam seu coração a se deleitar no amor da sua vida – mesmo quando o vigor desaparece, mesmo quando ela está usando rolos no cabelo, mesmo quando os cabelos dele estão caindo. É hora de lembrarmos por que nos apaixonamos. É tempo de rir e sonhar novamente, prazerosamente.

 

O desafio de hoje lhe direciona a uma mudança de coração real e radical. Para alguns, o movimento em direção ao deleite pode ser apenas um pequeno passo adiante. Para outros, esse movimento requer um salto gigante para fora de uma repugnância crônica.

 

Mas se você já sentiu prazer antes - o mesmo de quando se casou - você pode se deleitar de novo.

 

Mesmo se isso aconteceu há muito tempo. Mesmo se grandes mudanças ocorreram para mudar sua percepção.

 

É sua a responsabilidade de reaprender o que ama nesta "nova" pessoa, para quem você se prometeu para sempre.

 

» Desafio de hoje »

 

Propositadamente, negligencie uma atividade que normalmente faria.

 

Para gastar um tempo de qualidade com o seu cônjuge. Faça algo que ele amaria fazer, ou um projeto que ele gostaria muito de realizar. Apenas estejam juntos.

 

  • Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

 

Do que você decidiu abrir mão? O que vocês fizeram juntos? Como foi que aconteceu? Que novas coisas você aprendeu (ou reaprendeu) a respeito do seu cônjuge?

 

 

 

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

 

Dá-me o teu coração... e deleitem-se os teus olhos nos meus caminhos. (Provérbios 23:26)




------------------------------------------------------------------------------

 

27/11/2019 - Quarta Feira

 

Parte 14 

 

13º Dia

 

O Amor é justo

 

Se uma casa se dividir contra si mesma, tal casa não poderá subsistir. - Marcos 3:25

 

Querendo ou não, os conflitos no casamento são simplesmente inevitáveis. Quando vocês selaram o casamento como noivo e noiva, não juntaram apenas suas esperanças e sonhos, juntaram também o coração, temores, imperfeições e carga emocional. A partir do momento em que saíram da lua de mel, iniciaram o processo real de descoberta um do outro, desagradavelmente percebendo o quão pecador e egoísta cada um pode ser.

 

De repente, o seu cônjuge escorrega do seu pedestal e você do dele. A aproximação forçada do casamento começou a remover a farsa pública, expondo seus problemas pessoais e hábitos, retos. Bem vindo à humanidade falha.

 

Ao mesmo tempo, as tempestades da vida começaram a lhe provar e a revelar do que você é feito realmente. Exigências do trabalho, problemas de saúde, discussões familiares e necessidades financeiras incendiaram o casamento em vários aspectos, acrescentando pressão e calor ao relacionamento. Isto prepara o caminho para que desentendimentos ocorram entre os casais. Discutimos e brigamos.

 

Ferimos. Vivemos em conflito. Mas não estamos sozinhos.

 

Todos os casais passam por tempestades. Faz parte do casamento.

 

Mas nem todos os casais sobrevivem à elas.

 

Então, não pense que fazer o desafio de hoje acabará com todos os conflitos do casamento. Pelo contrário, pôr em prática este desafio lhe ajudará a lidar com o conflito de forma que vocês saiam saudáveis do outro lado. Os dois, juntos. O dano mais profundo, mais doloroso que um dia podemos cometer (ou já cometemos) no casamento, está mais propício a acontecer em meio ao conflito. E porque é no conflito que o nosso orgulho é forte, nossa raiva é fervente. Somos mais egoístas e críticos.

 

Nossas palavras são venenosas. Tomamos as piores decisões. Um casamento pode começar muito bem na segunda e ficar mal na terça, se conflitos desenfreados assumirem o controle e se nenhum de nós tiver o pé no freio.

 

Mas o amor chega e modifica as coisas. O amor nos lembra que nosso casamento é valioso demais para permitirmos que se autodestrua, e que o nosso amor por nosso cônjuge é mais importante que qualquer discussão. O amor nos ajuda a instalar air bags e construir corrimãos em nosso relacionamento.

 

Isso nos faz lembrar que os conflitos podem, na verdade, se transformar em algo bom. Os casais que aprendem a viver em meio a conflitos tendem a ser mais chegados, mais confiantes, mais íntimos, e a viver, subsequentemente, um relacionamento mais profundo.

 

Mas como? A maneira mais sábia é aprender a discutir com clareza, estabelecendo regras saudáveis para conflitos. Se não houver um guia de como abordar tópicos sérios, não haverá limites quando a discussão esquentar.

 

Basicamente, existem dois tipos de limites para lidar com conflitos: os limites "nós" e os limites "eu".

 

Os limites "nós" são regras que ambos concordam de antemão, regras que se aplicam durante qualquer briga ou discussão. Cada um de nós tem o direito de gentilmente, mas diretamente, relembrar esses limites quando forem violados. Eles podem incluir:

 

1. Nunca mencionaremos divórcio.

2. Não levantaremos casos antigos e irrelevantes do passado.

3. Nunca iremos brigar em público ou na frente de nossos filhos.

4. Daremos um tempo se o conflito chegar a um nível nocivo.

5. Nunca tocaremos um no outro de modo ofensivo.

6. Nunca dormiremos com raiva um do outro.

7. O fracasso não é uma opção. Faremos o que for necessário para sairmos bem dele.

Os limites "eu" são regras que praticamos pessoalmente, por nossa conta. Aqui estão alguns dos exemplos mais eficientes:

1. Eu ouço primeiro para depois falar. "Sabei isto, meus amados irmãos: Todo homem seja pronto para ouvir, tardio para falar e tardio para irar-se" (Tiago 1: 19).

2. Eu lidarei com meus problemas honestamente. "E por que vês o argueiro no olho do teu irmão, e não reparas na trave que está no teu olho?" (Mateus 7:3)

3. Falarei com gentileza e manterei o meu tom de voz baixo. "A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira" (Provérbios 15: 1).

Discutir justamente significa trocar as nossas armas.

Desentendimentos com dignidade resultam de construir uma ponte ao invés de destruir. Lembremos: Amar não é uma batalha, mas é sempre digno de batalha.

 

» Desafio de hoje »

 

Converse com o seu cônjuge e estabeleça regras saudáveis de conflito.

 

Se o seu cônjuge não estiver pronto para isso, então escreva os seus limites pessoais para a "briga". Decida colocá-los em prática quando o próximo desentendimento ocorrer.

 

  • Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

Se o seu cônjuge participou com você, qual foi a reação dele? Que regras você escreveu para si mesmo?

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

Sedes unânimes entre vós. (Romanos 12:16)



7777777777777777777777777777777777777777777777777777777777

20/11/2019 - Quarta Feira

 

Parte 13

12° Dia       

O Amor deixa o outro vencer

____________________________________

Não olhe cada um somente para o que é seu, mas cada qual também para o que é dos outros. - Filipenses 2:4

 

Se lhe pedissem para citar três áreas onde você e seu cônjuge discordam, você seria capaz de fazer isso sem pensar muito. Você pode até ser capaz de fazer uma lista das dez primeiras se lhe dessem mais alguns minutos.

E infelizmente, ao menos que um de vocês ceda, essas mesmas questões estarão sempre entre você e seu cônjuge.

Infelizmente, a teimosia chega como uma característica padrão do modelo de ambos, marido e esposa. Defender nossos direitos e opiniões faz parte da nossa natureza e construção.

Porém, pode ser algo destrutivo em um casamento, e isso rouba tempo e a produtividade. Pode também ser a causa de grandes frustrações para ambos.

Contudo, não é sempre ruim ser teimoso. Algumas coisas são dignas de defesa e proteção.

Nossas prioridades, moral e obediência a Deus devem ser guardadas com grande esforço. Mas, na maioria das vezes debatemos por coisas insignificantes, como a cor da parede ou a escolha do restaurante.

Outras vezes, claro, o assunto é mais sério. Um deseja ter mais filhos; o outro não. Um deseja passar as férias com toda família, o outro não. Um deseja que as crianças estudem em uma escola particular; o outro prefere que elas passem para uma escola federal.

Um pensa que é hora de um aconselhamento para casais ou acha que podem estar mais envolvidos com a igreja, enquanto o outro não.

Apesar dessas questões não surgirem todos os dias, elas volta e meia aparecem e não vão embora. Parece que nunca chegaremos a uma solução ou a um acordo. Isso acaba se tornando uma obstinação.

É como dirigir com o freio de mão puxado.

Só existe uma maneira de escapar de becos sem saída como esses e essa solução é encontrada em uma palavra contrária a teimosia – uma palavra que já vimos enquanto discutíamos a bondade. Essa palavra é "disposição".

É uma atitude, um espírito de cooperação que deve permear as nossas conversas. É como palmeira à beira do oceano, que resiste aos ventos fortes porque sabe como se curvar de forma graciosa.

E o maior exemplo disso é Jesus Cristo, como está escrito em Filipenses

2. Siga a instrução do Seu amor desprendido...

Como Deus, Ele tinha todo o direito de recusar se tornar homem, mas Ele se entregou e fez - porque Ele estava disposto. Ele tinha o direito de ser servido por toda humanidade, mas veio para nos servir.

Ele tinha o direito de viver em paz e segurança, mas, de bom grado, rendeu a Sua vida por causa dos nossos pecados. Ele se dispôs até mesmo a suportar a tortura da cruz. Ele amou, cooperou e se colocou sob a vontade de Seu Pai, ao invés da sua própria vontade.

À luz desse maravilhoso testemunho, a Bíblia nos deixa, em resumo, a seguinte frase: "Tende em vós aquele sentimento que houve também em Cristo Jesus" (Filipenses 2:5) - o sentimento de disposição, flexibilidade, submissão e humildade. Significa renunciar pelo bem dos outros, o que temos direito de exigir para nós mesmos.

A única consequência de suas atuais discussões será que ambos continuarão inflexíveis. Mas no momento em que um dos dois decidir dizer "Eu abro mão da minha opinião para fazer à sua maneira hoje", a discussão vai terminar. E apesar desta atitude nos custar o orgulho e o desconforto, faremos um investimento de amor eterno em nosso casamento. " Sim, mas depois eu vou parecer um bobo.

“ Eu vou perder na discussão. Eu vou perder o controle da situação ".

Nós parecíamos bobos quando éramos teimosos e nos recusávamos a ouvir. Já perdemos na discussão quando fizemos dela algo mais importante que nosso casamento e a auto estima do nosso cônjuge. Já perdemos o controle emocional quando dissemos coisas que ofenderam e feriram nosso cônjuge.

A coisa mais sábia e amorosa a se fazer é começar a encarar os desentendimentos com a disposição de nem sempre insistir em fazer as coisas à nossa maneira. Isso não quer dizer que o nosso cônjuge está necessariamente certo ou sendo sábio no que diz respeito a um problema, mas significa que estaremos levando sua preferência em consideração, como forma de valorizá-lo.

O melhor conselho do amor vem da Bíblia, que diz, "Mas a sabedoria que vem do alto é antes pura; depois pacífica, amável, compreensiva" (Tiago 3: 17).

Em lugar de tratar nosso cônjuge como inimigo ou como alguém de quem devemos nos proteger, comecemos a tratá-lo como nosso melhor e mais apreciado amigo. Vamos dar às suas palavras grande importância.

Não, não temos que estar sempre de comum acordo. Não temos que ser cópias um do outro. Se fôssemos, um de nós seria desnecessário.

Duas pessoas que sempre compartilham as mesmas opiniões e perspectivas não têm o equilíbrio e sabor que aprimoram o relacionamento. Assim, as diferenças existentes entre duas pessoas são para aprendizado.

Você está disposto a se curvar para demonstrar amor ao seu cônjuge? Ou você se recusa a ceder por causa do orgulho?  Se para você isso não tem importância ao longo do caminho - especialmente na eternidade - então, abra mão dos seus direitos e escolha honrar o seu amor. Será bom tanto para você quanto para o seu casamento.

» Desafio de hoje »

Demonstre amor através da disposição, escolhendo ceder em uma área de desacordo entre você e seu cônjuge. Diga a ele que você está colocando a preferência dele em primeiro lugar.

- Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

Do que você decidiu abrir mão hoje?  O que isso lhe custou? Como isso irá lhe ajudar no futuro?

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

Se for possível, quanto depender de vós tende paz com todos os homens. (Romanos 12: 18)



------------------------------------------------------------------------------

 

13/11/2019 - Quarta Feira

Parte 12  

11° Dia

O Amor cuida           

 

Assidevem omaridos amasuas próprias mulherescomo a seus pprios corpos Efésio5:28

Considere essas duas situações.

 

Um homem tem sérios problemas com seu carro velho, então ele o leva ao mecânico. Depois que uma avaliação e feita, ele descobre que o carro precisa de uma revisão geral, o que custaria boa parte do seu orçamento. Por causa do alto custo do reparo, ele decide abrir mão do carro e gastar suas economias em um veiculo novo. Parece logico certo?

 

Outro homem, um engenheiro, acidentalmente comprime sua mão em um equipamento. Ele corre para o hospital, tira o raio-x, descobrindo que existem vários ossos quebrados.

Apesar de frustrado e com muitas dores, ele utiliza suas finanças de bom grado para ter a mão medicada e restaurada. Então, o engenheiro cuidadosamente trata dela de forma que, nos meses seguintes, seja restabelecida. Este caso, provavelmente, também lhe parece logico.

O problema com a nossa cultura e que o casamento e tratado mais como o primeiro caso. Quando o seu relacionamento passa por dificuldade, você e encorajado a trocar a sua esposa por um "modelo mais novo". Mas aqueles que têm essa visão não entendem o laco significante entre um esposo e uma esposa. A verdade e: o casamento e mais como o segundo caso. Somos parte um do outro. Você nunca arrancaria a sua mão se ela estivesse ferida, mas pagaria o que pudesse pelo melhor tratamento medico possível. Isso acontece porque a sua mão e muito valiosa para você. Ela e parte de quem você e assim como seu cônjuge. 

 

O casamento e um lindo mistério criado por Deus, juntar duas vidas como sendo uma. Isso não só acontece fisicamente, mas espiritualmente e emocionalmente. Você começa compartilhando a mesma casa, a mesma cama, o mesmo sobrenome. Sua certidão individual se tornou uma. Quando o seu cônjuge sofre uma tragédia, ambos sentem a dor. Quando você alcança sucesso no trabalho, ambos se alegram. Mas em algum ponto ao longo do caminho, você e desapontado e a realidade de que se casou com uma pessoa imperfeita se manifesta.

 

Isso, contudo, não muda o fato do seu cônjuge ainda ser parte de você. Efésios 5:28 diz, "Assim devem os maridos amar a suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo".

Esse versículo é direcionado aos maridos, mas note como cada membro e visto. Ambos são considerados uma mesma carne. Ele deve ser tratado com a mesma educação e com o mesmo cuidado com que você se trata. Quando demonstramos amor ao nosso cônjuge, estamos demonstrando amor a nos mesmos.

 

Mas existe outro lado dessa moeda. Quando você maltrata seu cônjuge, também maltrata a si mesmo. Pense nisso. A vida de vocês esta agora unida uma a outra, vocês se tornaram monossomáticos.

 

O seu cônjuge não pode sentir alegria ou dor, receber benção ou maldição, sem que você também seja afetado. Então, quando você ataca o seu cônjuge e como atacar o seu próprio corpo.

 

E hora de deixar o amor dominar seu pensamento. E hora de entender que seu cônjuge e tão parte de você quanto sua mão, seus olhos ou seu coração. Ela também precisa ser amada e cuidada. E se existe algo causando dor e frustração, então você deve tratar disso com o mesmo amor e ternura como trataria uma ferida corporal. Se ele de alguma forma esta machucado, você deve se ver como um instrumento que ajuda a levar cura para sua vida.

 

A luz disso, pense em como você trata o corpo físico do seu cônjuge. Você cuida dele como cuida do seu? Você se dirige a ele com respeito e ternura? Você sente prazer em quem ele e? Ou faz se sentir tolo e envergonhado? 

Assim como você aprecia os seus próprios olhos, mãos e pés, você deve apreciar o seu cônjuge como quem aprecia um presente muito caro. Não permita que a cultura ao seu redor determine o valor do casamento. Compara-lo a algo que pode ser descartado ou substituído e desonrar o proposito de Deus para ele. Seria como amputar um

membro do seu corpo. Ao invés disso, o casamento deve ser o retrato do amor entre duas pessoas imperfeitas que escolheram amar uma a outra apesar de tudo.

 

Sempre que o marido olha nos olhos da esposa, ele deve se lembrar de que "aquele que ama a sua esposa ama a si mesmo". E a esposa deve lembrar-se de que quando ela o ama, ela também esta amando e honrando a ela mesma.

Quando você olha para o seu cônjuge, esta olhando para uma fina parte de você. Então, trate bem a sua esposa. 

Fale bem dela.

Nutra e cuide do amor da sua vida.

 

» Desafio de hoje »

 

Quais as necessidades da sua esposa ou do seu marido hoje podem ser supridas por você hoje? 

Você pode adiar uma viagem de negócios?

 

Fazer uma massagem nas costas ou no pé dela? 

Tem algum trabalho domestico onde possa ajudar? 

Escolha um e com um gesto carinhoso,  olhe e diga, "eu cuido de você" e faça isso com um sorriso.

 

- Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

 

O que você escolheu fazer para mostrar que cuida do seu cônjuge? 

O que você aprendeu com essa experiência?

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

___________________________________________________

"O que você quer que eu lhe faça?”; perguntou-lhe Jesus. (Marcos 10:51)



Leia mais: https://www.soemcristohavida.com.br/news/deus-em-sua-incondicional-maneira-de-nos-amar-demonstrando-em-decidir-ate-mesmo-morrer-por-nos-movido-por-este-amor-nos-desafia-a-imita-lo-diariamente-parte-12/

 

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

 

06/11/2019 - Quarta Feira

Parte 11 

 10° Dia    

O Amor é incondicional

_______________________________________________

Mas Deus demonstra o Seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores. - Romanos 5:8

 

Se alguém perguntasse, "Por que você ama a sua esposa?" ou "Por que você ama o seu marido?" - o que você diria?

A maioria dos homens mencionaria a beleza de sua esposa, seu senso de humor, sua bondade ou sua força interior. Talvez falasse da sua comida, do seu bom gosto para decoração ou quem sabe da boa mãe que ela é.

As mulheres provavelmente diriam algo sobre a aparência de seu marido ou sobre sua personalidade. Elas o elogiariam pela estabilidade ou pelo caráter. Elas poderiam dizer que o amam porque ele está sempre presente. Ele é generoso. Ele é ajudador.

Mas e se dentro de alguns anos o seu cônjuge perdesse todas essas coisas? Você ainda o amaria? Baseado nas respostas acima, a única resposta lógica seria "não". Se as suas razões para amar seu cônjuge têm ligação com as qualidades dele - e se essas qualidades, de repente ou gradualmente, desaparecerem - a sua base para amar se vai.

A única maneira de o amor durar por toda uma vida é se ele for incondicional. A verdade é: o amor não é determinado por estar apaixonado, pelo contrário, ele é determinado por escolher amar.

A Bíblia se refere a essa espécie de amor utilizando a palavra grega ágape.

Ele se difere dos outros gêneros de amor que são: philos (amizade) e eros (amor sexual). Ambos, amizade e sexo, têm lugar importante no casamento, claro, e são definitivamente partes da casa que construímos juntos como marido e mulher. Contudo, se o casamento depende totalmente de ter interesses em comum ou de uma vida sexual saudável, então a sua fundação é instável.

Pbilos e eros são mais responsivos por natureza e podem flutuar baseados em sentimentos. O amor ágape, por outro lado, é desprendido e incondicional. Então, ao menos que essa espécie de amor forme a fundação do casamento, o desgaste e as rachaduras do tempo irão

destruí-lo. O amor ágape é aquele "na saúde ou na doença", "na riqueza ou na pobreza", "até que a morte os separe". É o único gênero de amor que é verdadeiro.

Ele é assim porque é o gênero do amor de Deus. Ele não nos ama porque somos louváveis, mas porque Ele é amor.

A Bíblia diz, "Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que Ele nos amou e enviou Seu Filho como propiciação pelos nossos pecados" (1 João 4:10). Se Ele insistisse que nos provássemos dignos de Seu amor, falharíamos miseravelmente. Mas o amor e Deus é uma escolha que Ele faz inteiramente por Ele mesmo. É algo que recebemos d’Ele e então compartilhamos com outros. "Nós amamos porque Ele nos amou primeiro" (1 João :19).

Se um homem diz à sua esposa, "Eu não lhe amo mais", ele na verdade está dizendo, "Eu nunca lhe amei incondicionalmente desde o início". Seu amor era baseado em sentimentos ou circunstâncias, não em compromisso. É nisso que resulta a construção de um casamento alicerçado no amor pbilos ou eros. Precisa haver no casamento uma fundação mais forte que a amizade ou a atração sexual. O amor incondicional, isto é, o amor ágape, não será governado pelo tempo ou pelas circunstâncias. Isso não quer dizer, no entanto, que o amor que começa por razões erradas não pode ser restaurado e redimido. De fato, quando um casamento é reconstruído com o amor ágape na sua fundação, então os aspectos da amizade e do romance se tornam ainda mais intensos do que antes. Quando a apreciação um do outro como melhores amigos e como amantes é baseada em um compromisso inabalável, experimentamos uma intimidade que não pode ser adquirida de nenhuma outra forma.

Porém, se não permitirmos que Deus plante o Seu amor dentro de nós, iremos lutar e fracassar na busca por esse tipo de casamento. O amor que "tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta" (1 Coríntios 13:7) não vem de dentro. Ele só pode vir de Deus.

A Bíblia diz que "Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem anjos, nem principados, nem coisas presentes, nem futuras, nem potestades, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor" (Romanos 8:38- 39). Esta é a espécie do amor de Deus. E felizmente - por uma escolha nossa - essa pode se tornar a espécie do nosso amor. Mas primeiro precisamos recebê-lo e compartilhá-lo.

E não se surpreenda caso seu cônjuge comece a viver confiantemente à sombra desse amor, se ele se tornar ainda mais adorável com você. Você não dirá mais: "Eu lhe amo porque ... ", você dirá: "Eu amo você e ponto final."

» Desafio de hoje »

Faça algo fora do normal para o seu cônjuge - algo que prove (para você e

para ele) que o seu amor é baseado em suas escolhas e em nada mais. Lave o

carro dela. Limpe a cozinha. Compre a sobremesa favorita dele. Dobre as

roupas lavadas. Demonstre amor pela simples alegria de serem parceiros no

casamento.

- Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

Seu amor era baseado nos atributos e comportamentos do seu

cônjuge, ou em seu compromisso? Como você pode continuar

demonstrando amor quando ele não retoma da maneira como você

espera?

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

Aquele que confia no Senhor, a misericórdia o cerca, (Salmos 32:10)



Leia mais: https://www.soemcristohavida.com.br/news/deus-em-sua-incondicional-maneira-de-nos-amar-demonstrando-em-decidir-ate-mesmo-morrer-por-nos-movido-por-este-amor-nos-desafia-a-imita-lo-diariamente-parte-11/

 

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

 

30/10/2019 - Quarta Feira 

 

Parte 10 

9° Dia 

O Amor deixa boas impressões

___________________________________________

Saúdem uns aos outros com beijo de santo amor. 1 Pedro 5:14

Tratamos de alguns fundamentos sérios ao longo dessa jornada.

Aprender a demonstrar aspectos do amor como a paciência, a bondade e o encorajamento nem sempre é fácil, mas certamente é crucial para um relacionamento saudável.

Dessa forma, a preocupação com a maneira como tratamos nosso cônjuge diariamente pode parecer inconsequente, mas essa simples questão carrega surpresas significantes.

A maneira como um casal cumprimenta um ao outro, pode dizer muito a respeito de como anda o relacionamento dele.

Isso pode ser notado em suas expressões e feições, assim como na maneira pela qual eles falam um com o outro.

Fica ainda mais óbvio pelo seu contato físico.

Mas qual a importância que devemos dar a um cumprimento?

A Bíblia tem mais a dizer sobre maneiras de tratar os outros do que podemos imaginar.

O apóstolo Paulo separou um tempo para encorajar seus leitores a cumprimentar calorosamente o próximo quando o encontrasse.

Na verdade, ao final da sua carta aos Romanos, Paulo pediu aos seus companheiros cristãos para cumprimentar vinte e sete dos seus amigos e amados.

Ele até gastou tempo fazendo uma lista com o nome de cada um desses amigos e amados.

Contudo, não devemos agir assim apenas com os nossos amigos. Jesus apontou no Sermão da Montanha que até os pagãos falam gentilmente com as pessoas que gostam. Isso é fácil para qualquer um.

Mas, Ele dá um passo além e diz : que ser temente a Deus inclui ser humilde e gracioso o suficiente para tratar com bondade até os inimigos.

Isso levanta uma questão interessante. Como cumprimentamos os nossos amigos, colegas de trabalho e os nossos vizinhos?

E os nossos familiares e aqueles que encontramos em público?

Podemos até encontrar alguém de quem não necessariamente gostamos, mas mesmo assim tratá-lo com cortesia. Então, se somos tão agradáveis e educados com os outros, nosso cônjuge não merece o mesmo multiplicado por dez?

Essa é uma questão que você provavelmente não pensa com frequência - a primeira coisa que dizemos a ele quando acordamos de manhã, o olhar quando entramos no carro, o entusiasmo na voz quando falamos ao telefone.

Mas aqui está outra questão que também não é pensada com frequência - a diferença que pode fazer no dia do seu cônjuge se tudo em você expressar o fato de que está muito, muito feliz em vê-lo.

Quando alguém diz que está feliz em nos ver, a nossa auto estima aumenta.

Nos sentimos, mais importantes e valorizados.

É porque um bom cumprimento prepara o caminho para uma interação positiva e saudável. Assim como o amor, ele traz o vento à nossa navegação.

Pense novamente na história que Jesus contou do filho pródigo.

Este jovem rebelde exigiu em dinheiro a sua herança e depois gastou tudo com um estilo de vida imprudente.

Mas logo as consequências de suas más escolhas apareceram, e ele se viu comendo restos em um chiqueiro. Humilhado e envergonhado, ele treinou suas desculpas e pensou na melhor maneira de voltar para casa e encarar seu pai.

Porém, o cumprimento que ele estava esperando não foi exatamente o que recebeu.

"Estando ainda longe, seu pai o viu e, cheio de compaixão, correu para seu filho, e o abraçou e beijou" (Lucas 15:20).

De tudo o que-esse jovem idealizou, a atitude do pai foi, provavelmente, a última que ele esperava.

Mas como você acha que ele se sentiu ao receber o abraço e ao ouvir o tom de gratidão de seu pai?

Sem dúvida, ele se sentiu mais uma vez amado e precioso.

O que você acha que isso fez no relacionamento deles?

Que tipo de cumprimento faria nosso cônjuge se sentir assim?

Como podemos despertar os seus sentidos com uma simples palavra, um simples toque, um tom de voz?

Um cumprimento amoroso pode abençoar o nosso cônjuge pelo que ele vê, ouve e sente.

Pensemos nas oportunidades que temos de cumprimentar um ao outro.

Ao entrar em casa. Ao encontrar para almoçar. Ao dizer boa noite.

Ao falar por telefone.

Não precisamos ser ousados e dramáticos todas as vezes.

Mas acrescentar ternura e entusiasmo aos cumprimentos nos dá a chance de tocar o coração do nosso cônjuge de maneiras delicadas e sem palavras.

Pense sobre as suas saudações. Você as utiliza adequadamente?

Seu cônjuge se sente precioso e apreciado? Ele se sente amado?

Mesmo quando você não está bem, pode aliviar a tensão e valorizá-lo no modo como o cumprimenta.

Lembre-se sempre, amar é uma escolha. Então, escolha mudar a maneira como cumprimenta. Escolha amar.

» Desafio de hoje »

Pense em uma maneira especial de cumprimentar o seu cônjuge hoje.

Faça isso com um sorriso e com entusiasmo.

Então, decida mudar a maneira como o cumprimenta de modo que reflita o seu amor por ele.

- Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

Quando e onde você escolheu fazer o seu cumprimento especial?

Como você vai mudar o modo como cumprimenta seu cônjuge a partir de hoje?

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

_______________________________________________________

Seu amor me tem dado grande alegria e consolação. (Filemon 7)



-----------------------------------------------------------------------------------------

 

23/10/2019 - Quarta Feira

 

Parte 9

 8° Dia 

O Amor não arde em ciúmes

 

Pois o amor é tão forte quanto à morte, e o ciúme é tão inflexível quanto à sepultura. Suas brasas são fogo ardente, são labaredas do Senhor. - Cantares de Salomão 8:6

O ciúme e um dos impulsos mais fortes do ser humano. Ele vem da raiz da palavra zelo e significa "Queimar com um fogo intenso".

As Escrituras sutilmente dizem, " O rancor e cruel e a fúria e destruidora, mas quem consegue suportar a inveja? “  (Provérbios 27:4)

Na verdade, existem duas formas de ciúme: o ciúme legitimo, baseado no amor, e o ilegítimo, baseado na inveja. O ciúme legitimo aparece quando alguém que você ama, que pertence a você, desvia o coração e lhe substitui por outra pessoa. Se a mulher tem um caso amoroso e se entrega a outra pessoa, seu esposo tem um ciúme justificado por causa do amor que ele tem por ela. Ele esta ansioso para ter de volta o que e seu por direito.

A Bíblia descreve Deus como tendo esse tipo de ciúme justo pelo Seu povo. Isso não quer dizer que Ele tem inveja de nos, desejando ter o que temos (mesmo porque Ele já possui tudo).

Quer dizer que Ele sente saudade de nos, desejando que Ele seja nosso primeiro amor. Ele não quer que deixemos que outras coisas venham antes d’Ele em nosso coração.

A Bíblia nos adverte a adorar somente a Deus, porque "o Senhor, seu Deus, e zeloso; e fogo consumidor." (Deuteronômio 4:24).

Com isso em mente, tiramos o nosso foco do tipo de ciúme ilegítimo, o que se opõe ao amor; aquele que tem origem no egoísmo, onde ter ciúme de alguém e o mesmo que ser "movido com inveja."

Você luta contra o ciúme? Sua amiga e mais popular e você sente ódio dela por isso. Seu colega de trabalho ganha uma promoção e você não consegue dormir à noite. Ele deve ter feito tudo errado, mas você se tornou amargurado por causa do seu sucesso. Dizem que as pessoas ficam felizes com nosso sucesso, desde que não seja maior do que o delas.

O ciúme e uma luta comum. Ele e ativado quando alguém "passa a sua frente" e consegue algo que você quer. Isso pode ser muito doloroso dependendo do seu nível de egoísmo. 

Em lugar de parabeniza-lo, você se enche de raiva e pensa maldades a respeito dele. Se não tomarmos cuidado, o ciúme rastejara como uma cobra em nosso coração e acabara com as nossas motivações e com os nossos relacionamentos. Ele pode nos envenenar a não viver a vida que o Senhor deseja.

Se não acabarmos com a nossa raiva aprendendo a amar os outros, provavelmente conspiraremos contra eles. A Bíblia diz que a inveja nos leva a confusão, a briga e a toda espécie de males (Tiago 3:16, 4:1-2).

Existe uma sequencia de ciúmes ilegítimos nas Escrituras. Ele causou o primeiro assassinato quando Caim desprezou a aceitação de Deus a oferta do seu irmão. Sara mandou sua criada embora porque Hagar podia gerar filhos, enquanto ela não. Os irmãos de Jose viram que ele era o preferido de seu pai, então eles o jogaram em um poço e o venderam como escravo.

Jesus foi mais amoroso, poderoso e popular que o principal dos sacerdotes, então eles tramaram Sua traição e crucificação.

Na maioria das vezes, não temos inveja de estranhos. Aqueles por quem sentimos ciúmes estão, primeiramente, na mesma esfera que nos.

Eles trabalham em nosso escritório, jogam em nosso time, estão em nosso circulo de amizade... Ou moram em nossa casa.

Sim, se não vigiarmos, a inveja pode, também, contagiar nosso casamento.

Quando você se casou, assumiu o papel de maior torcedor e de capitão do fá clube do seu cônjuge. Vocês se tornaram um e compartilharam da alegria um do outro. 

Mas, se o egoísmo entrar, qualquer coisa boa que aconteça com apenas um de vocês pode ser um estimulante para a inveja ao invés da parabenização.

Ele pode estar jogando golfe no final de semana, enquanto ela está limpando a casa. Ele se sente o máximo por conseguir um bom placar, e ela sente vontade de atirar nele.

Ou, talvez, ela e constantemente convidada para sair com as amigas enquanto ele fica em casa com o cachorro. Se ele não vigiar, ele pode se ofender com a popularidade dela.

Em virtude do amor não ser ciumento e sim colocar os outros a sua frente, ele se recusa a permitir que o ciúme entre. O amor lhe conduz a celebrar o sucesso do seu cônjuge ao invés de se ressentir dele.

Um esposo amoroso não se importa se a sua esposa for melhor em algumas coisas, se divertir mais, ou ganhar mais aplausos. Ele a vê como um complemento dele, não como uma concorrente.

Quando ele recebe louvor, ele a agradece publicamente pelo suporte em ajuda-lo em seu sucesso. Ele se recusa a vangloriar-se de forma que ela se sinta ressentida. Uma esposa amorosa será a primeira a se alegrar pelo marido quando ele vencer. Ela não compara suas fraquezas com as forcas dele.

Em lugar de se lamentar, ela da uma festa de celebração.

E hora de deixar o amor, a humildade e a gratidão destruir todo o ciúme que nasce em seu coração. E hora de deixar o sucesso de seu cônjuge unir vocês e lhe proporcionar grandes oportunidades de mostrar amor genuíno.

 

» Desafio de hoje »

 

Decida ser o maior fá do seu cônjuge, e decida rejeitar qualquer pensamento invejoso. Para ajuda-lo a manter o coração em seu cônjuge e a focar nas conquistas dele, pegue a lista de atributos negativos que você fez ontem e, discretamente, queime-a. Depois, compartilhe com seu cônjuge o quanto você esta feliz com o sucesso que ele conquistou recentemente.

- Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

Foi difícil queimar a lista? Quais são os aspectos positivos, na vida de seu cônjuge, que deixam você feliz?

Como você pode encoraja-lo a obter sucessos futuros?

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

Alegrem-se com os que se alegram, e chorem com os que choram.   (Romanos 12:15)

 

---------------------------------------------------------------------------------------

 

16/10/2019 - Quarta Feira

 

Parte 8

7° Dia   

O Amor acredita sempre no melhor

[O amor] tudo crê, tudo espera. - 1 Coríntios 13:7

_______________________________________________________

Nos corredores profundos e secretos do nosso coração, existe uma sala. Ela e chamada de Sala da Admiração. E para esta sala que vão os seus pensamentos quando você se depara com coisas positivas e encorajadoras a respeito do seu cônjuge. E com frequência, você gosta de visitar esse lugar especial.

 

Nas paredes estão escritas palavras gentis e frases que descrevem bons atributos do seu esposo ou da sua esposa. Elas incluem características como "honestidade" e "inteligência", ou frases como "trabalho diligente", "comida maravilhosa" ou "olhos bonitos". São coisas que você descobriu sobre seu marido ou sobre sua esposa que

ficaram gravadas em sua memoria.

 

Quando você pensa nessas coisas, a admiração que você tem pelo seu cônjuge começa a aumentar. De fato, quanto mais tempo você passa meditando nesses atributos positivos, mais grato você e pelo seu marido

ou esposa.

 

A maioria das coisas da Sala da Admiração foi escrita nas fases iniciais do seu relacionamento. Você as resumiria nos aspectos que gostava e respeitava em seu (sua) amado (a). Elas eram verdadeiras, honrosas e boas. E você passou um bom tempo habitando com elas nesta sala... Antes de se casar. Mas, você deve ter notado que não visita essa sala especial com tanta frequência como fazia no passado. Isso acontece porque existe outra sala competindo com esta.

 

Mais adiante, outro corredor do seu coração leva a Sala da Depreciação e, infelizmente, você visita esta sala também.

 

Nas paredes deste cômodo esta escrito aquilo que seu cônjuge faz que lhe deixa chateado e irritado. Essas palavras foram escritas lá como resultado de frustrações, sentimentos feridos e expectativas não correspondidas.

 

Esta sala tem ligação com as fraquezas e falhas do seu marido ou esposa. Seus péssimos hábitos, palavras grosseiras e decisões erradas estão escritas em letras grandes que cobrem as paredes de um lado a outro.

 

Se você permanecer por muito tempo neste cômodo, certamente ficara depressivo e pensara coisas do tipo, “Minha esposa e tão egoísta", ou "Meu marido e um imbecil", ou talvez, ''Acho que casei com a pessoa errada".

 

Algumas pessoas escrevem coisas detestáveis nesta sala, onde censuras são ensaiadas para serem usadas como argumento na próxima briga.

Ferimentos emocionais se inflamam aqui fazendo crescer as observações negativas nas paredes. E aqui que as munições são preparadas para a próxima luta e a amargura e espalhada como doença.

 

As pessoas param de amar aqui.

 

Mas saiba de uma coisa: gastar tempo na Sala da Depreciação destrói casamentos. Os divórcios nascem nessa sala e os planos malignos são esquematizados lá. Quanto mais tempo você gastar neste lugar, mais o seu coração desvalorizara o seu cônjuge.

 

Este processo tem inicio no momento em que você passa pela porta desta sala, já que todas as vezes que uma marca e deixada lá, a importância dada ao seu cônjuge diminui.

 

Você pode dizer, "Mas o que escrevo lá e verdade!" Sim, mas o que esta escrito na Sala da Admiração também e verdade. Todos falham e possuem áreas que precisam de crescimento.

 

Todos tem questões não resolvidas, feridas e cargas pessoais. Este e um aspecto triste do ser humano. Todos nos pecamos. Mas temos essa tendência infeliz de subestimar nossos atributos negativos enquanto colocamos os do nosso próximo sob uma lente de aumento.

 

Vamos analisar a verdadeira questão aqui. O amor tem conhecimento da Sala da Depreciação e não vive negando sua existência.

 

Mas o amor escolhe não viver nela.

 

Você precisa tomar a atitude de não correr mais para esta sala e de não permanecer por lá apos cada acontecimento frustrante no seu relacionamento. Isso não lhe faz nenhum bem, e rouba de você a alegria do casamento.

 

O amor escolhe acreditar no melhor das pessoas. Ele da a elas o beneficio da inocência. Ele se recusa a preencher o desconhecido com suposições negativas. E quando nossas piores expectativas se tornam verdade, o amor faz todo o esforço para lidar com elas e ir em frente.

 

O amor foca no positivo enquanto for possível.

E hora de começar a pensar de maneira diferente. É hora de deixar o amor guiar os seus pensamentos e o seu foco. O único motivo que você tem para dar uma olhada na Sala da Depreciação e o de saber como orar pelo seu cônjuge.

 

E a única razão que você tem para entrar nesta sala, e escrever "COBERTO EM AMOR" com letras garrafais em todas as paredes.

 

E hora de nos mudar para a Sala da Apreciação, nos acomodar e fazer dela o nosso lar. Como escolhemos meditar nos aspectos positivos, descobriremos que muitas outras qualidades maravilhosas poderão ser escritas nestas paredes. O seu cônjuge e um livro vivo e infinito a ser lido. Ainda existem sonhos e desejos para serem realizados. Talentos e habilidades para serem descobertos, como tesouros escondidos. Mas a escolha de explora-los começa com uma decisão sua.

 

É preciso desenvolver o habito de frear seus pensamentos negativos e focar nos atributos positivos do seu cônjuge. Esta e uma etapa crucial pela qual temos que passar para aprender a conduzir nosso coração ao verdadeiro amor. Essa e uma decisão sua, merreca ele ou não.

 

» Desafio de hoje »

 

Para o desafio de hoje, pegue duas folhas de papel. Na primeira, passe alguns minutos escrevendo coisas positivas a respeito do seu cônjuge. Depois, na segunda folha, faca o mesmo com as coisas negativas. Coloque as duas folhas

em um lugar secreto para o próximo dia. Existe um proposito e um plano diferente para cada uma dessas listas. Em algum ponto durante o resto do dia, escolha um atributo positivo e agradeça ao seu cônjuge por ter essa

característica.

 

- Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

 

Qual lista foi a mais fácil de fazer? O que essa atitude revelou sobre os seus pensamentos?

Por qual atributo você agradeceu ao seu cônjuge?

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

_____________________________________________________

Se há algum louvor - nisso pensai. (Filipenses 4:8) 



==============================================

 

09/10/2019 - Quarta Feira

 

Parte 7 

6° Dia

O Amor não se irrita facilmente

Melhor é o homem paciente do que o guerreiro, mais vale controlar o seu espírito do que conquistar uma cidade. - Provérbios 16:32

 

O amor é tardio em ofender e pronto a perdoar. Você se irrita e se ofende facilmente? Algumas pessoas têm a frase: 

"Nunca perca uma oportunidade de ficar chateado com o seu cônjuge" como lema. Quando alguma coisa dá errada, elas rapidamente conseguem um jeito de se beneficiarem, expressando o quanto estão frustradas ou machucadas.

 

Mas essa reação é oposta ao amor.

Irritar-se facilmente significa "estar próximo à ponta de uma faca".

Não livre de ser ferido. As pessoas que se irritam facilmente são fechadas, oprimidas e prontas para reagir.

 

Quando sob pressão, o amor não se irrita. Problemas pequenos não criam grandes contra-ataques. 

A verdade é, amor não se ira ou se machuca a menos que exista uma razão legítima e justa diante de Deus.

 

Um marido amoroso permanecerá calmo e paciente, mostrando misericórdia e contendo seu temperamento. 

Raiva e violência estão fora de cogitação. 

A esposa amorosa não é extremamente sensível ou mal humorada, mas exerce o autocontrole emocional. 

Ela prefere ser uma flor entre os espinhos e responde amigavelmente às situações difíceis.

 

Se você está caminhando sob a influência do amor, você será motivo de alegria, não de dor. Pergunte a si mesmo, "Sou uma brisa suave ou uma tempestade esperando para agir?"

 

Por que as pessoas se irritam facilmente? Existem, pelo menos, duas razões principais que contribuem para isso:

 

Estresse. O estresse nos sobrecarrega, suga nossa energia, enfraquece nossa saúde, e nos deixa mal-humorados.

O estresse pode ser causado por problemas de relacionamento: discussões, divisões e amargura.

 

Existem as questões de excesso: trabalhar muito, jogar muito e gastar excessivamente, e existem as deficiências: não descansar, não se alimentar e não se exercitar o suficiente.

 

Muitas vezes, nos submetemos à esses males, e isso nos torna irritáveis.

 

A vida é uma maratona, não uma corrida de 100 metros rasos. Isto significa que você deve balancear, priorizar e medir seus passos. 

Com frequência jogamos a cautela ao vento e corremos disparados, fazendo o que parece correto no momento. 

Em pouco tempo ficamos sem ar, presos em amarras e prestes a falar de maneira dura. 

A crescente pressão pode acabar com a nossa paciência e, consequentemente, com o nosso relacionamento.

 

A Bíblia pode nos ajudar a evitar o estresse que é prejudicial à saúde.

Ela nos ensina a deixar o amor guiar nosso relacionamento e a não cair em discussões desnecessárias (Colossenses 3:12-14). 

A orar pelas nossas ansiedades ao invés de lidar com elas por nós mesmos (Filipenses 4:6- 7). 

A delegar tarefas quando estivermos sobrecarregados (Êxodo 18: 17- 23). 

A evitar prazeres excessivos (Provérbios 25:16).

 

A Bíblia também nos exorta a guardar o "sábado", tirar um dia por semana para adorar e descansar. 

Estrategicamente isto nos permite recarregar a bateria, ajustar o foco e acrescentar um tempo para respirar em nossa agenda. 

Estabelecer esse tipo de espaço extra faz com que os impactos das pressões ao nosso redor sejam amortecidos, reduzindo o estresse que nos mantém no limite com nosso cônjuge. 

Mas existe uma razão mais profunda que contribui para uma pessoa se irritar facilmente.

 

Egoísmo. Quando nos irritamos facilmente, o coração do problema é primeiramente um problema do coração. 

Jesus disse, "Pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca" (Mateus 12:34). Algumas pessoas são como limão: quando a vida as espreme, elas liberam uma resposta azeda. 

Alguns são mais parecidos com o pêssego: quando pressionados, a resposta ainda é doce.

 

Irar-se facilmente é um indicador de que uma área escondida de egoísmo e insegurança está presente onde o amor deveria reinar. 

Mas o egoísmo também veste muitas outras máscaras:

 

A cobiça, por exemplo, é o resultado de ser ingrato pelo que você tem e escolher encobrir ou se apaixonar por algo que é proibido. 

Quando o coração é ambicioso, ele se irrita e se frustra facilmente (Tiago 4:1-3). 

A amargura cria raiz quando respondemos de maneira crítica e nos recusamos a tratar nossa raiva. 

A raiva não resolvida de uma pessoa amargurada vem à tona quando é provocada (Efésios 4:31). 

A ambição por mais dinheiro e posse nos frustrará com desejos inalcançáveis (1 Timóteo 6:9-10). 

Essas fortes paixões, unidas com a insatisfação, nos levam a ofender qualquer um que esteja em nosso caminho. 

O orgulho nos leva a agir de forma áspera para protegermos nosso ego e reputação.

 

Estas motivações nunca serão satisfeitas. Mas quando o amor entra em nosso coração, ele nos acalma e nos inspira a tirar o foco de nós mesmos.

 Ele liberta nosso entendimento e nos ajuda a liberar as coisas desnecessárias.

 

O amor nos levará a perdoar ao invés de guardar rancor. 

A sermos gratos em lugar de mesquinhos. A sermos satisfeitos ao invés de prontos a fazer dívidas. 

O amor nos encoraja a ficarmos felizes quando o outro é bem sucedido, em lugar de perder o sono de tanta inveja. 

O amor diz, "compartilhe a herança" ao invés de "dispute com seus parentes". 

O amor nos lembra de priorizar a família em lugar de sacrificá-la por uma promoção no trabalho. 

No final das contas, o amor diminui o estresse e ajuda a acabar com o veneno que pode crescer dentro de nós em cada decisão que tomamos. 

Assim, ele prepara o nosso coração para  responder ao nosso cônjuge com paciência e encorajamento, ao invés de responder com raiva e irritação.

 

» Desafio de hoje »

Escolha hoje para reagir de maneira amorosa, apesar das circunstâncias do seu casamento.

 Comece fazendo uma lista das áreas em que você precisa separar um tempo para respirar. Então, faça uma lista das motivações negativas e abra mão delas.

 

- Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

Em que áreas da sua vida você precisa estabelecer limites? 

Quando foi a última vez que reagiu de forma exagerada? 

Qual foi a motivação real por trás disso? 

Quais foram as decisões que você tomou hoje?

 

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

Por isso procuro sempre conservar minha consciência limpa diante de Deus e dos homens. (Atos 24: 16)


---------------------------------------------------------------------

 

02/10/2019 - Quarta Feira

 

Parte 6 

5º Dia   

O Amor não maltrata

 

A bênção dada aos gritos cedo de manhã, como maldição é recebida. - Provérbios 27:14

 


Nada irrita o outro tão rápido quanto à grosseria. Arrogância e dizer coisas desnecessárias ou fazer coisas desagradáveis para a pessoa ao nosso lado. Ser rude e ser inconveniente, constrangedor ou irritante.

 

No casamento, isso poderia ser o falar grosseiro, certos comportamentos a mesa, ou o habito de ser sarcástico. Apesar de convivermos com isso, ninguém gosta de estar com uma pessoa rude.

 

Comportamentos rudes podem parecer insignificantes para a pessoa que e grosseira, mas e desagradável para aqueles que recebem a grosseria.

 

Como sempre, o amor tem algo a dizer sobre isso. Quando um homem e guiado pelo amor, ele se comporta intencionalmente de forma a fazer sua esposa se sentir confortável onde estiver. Se ela deseja ama-lo, ela ira propositadamente evitar coisas que o frustram ou causam desconforto para ele.

 

O ponto principal e que o amor verdadeiro presta atenção em seu comportamento.

 

Adotar este conceito pode trazer refrigério ao seu casamento.

 

Boas maneiras expressam para sua esposa ou para o seu marido: "Eu lhe valorizo o suficiente para exercitar autocontrole perto de você. Eu quero “ser uma companhia agradável.” Quando permitimos que o amor mude o nosso comportamento - mesmo que nos menores aspectos - restauramos uma atmosfera de honra em nosso relacionamento.

 

As pessoas que praticam boa etiqueta tendem a aumentar o nível de respeito no ambiente onde se encontram.

 

Para a maioria, a etiqueta usada em casa e muito diferente da usada com amigos, e ate mesmo com os estranhos.

 

Podemos estar aos berros ou mal humorados, mas se a campainha tocar, abrimos a porta sorrindo e com muita gentileza. Mas, se nos desafiamos a amar, também iremos querer dar o melhor de nos. Se não deixarmos o amor nos motivar a fazer as mudanças necessárias em nosso comportamento, à qualidade do nosso casamento será atingida por conta disso.

 

As mulheres tendem a ser muito melhores em certos tipos de comportamento do que os homens, apesar de serem rudes de outras formas. O rei Salomão disse: "Melhor é viver num canto sob o telhado “do que repartir a casa com uma mulher briguenta” (Provérbios 25:24).

 

Mas, principalmente os homens, precisam aprender essa importante lição. A Bíblia diz: "Bem ira ao homem que se compadece" (Salmos 112:5).

 

Um homem prudente sabe discernir o que e apropriado e, consequentemente, ajustar seu comportamento de acordo com a situação.

 

Ha duas razões principais pelas quais as pessoas são rudes: ignorância e egoísmo. Com certeza, nenhuma das duas e boa. Uma criança nasce ignorante no que se refere à etiqueta, precisando de muita ajuda e treinamento. Os adultos, contudo, demonstram sua ignorância em outro nível.

 

Sabemos as regras, mas podemos nos fazer de cegos sobre como as quebramos ou ser egocêntricos demais para nos importar. De fato, não percebemos o quão desagradáveis podemos ser.

 

 

Ponha-se a prova com essas perguntas:

 

·Como o seu cônjuge se sente com o seu jeito de agir e falar com ele?

 

·Como o seu comportamento afeta o senso de autoestima e de importância do seu cônjuge?

 

·Seu marido ou sua esposa diria que você e uma benção, ou que você e condescendente e constrangedor?

 

Se você esta pensando que o seu cônjuge - não você - e quem precisa ser trabalhado nesta área, você esta provavelmente sofrendo de um caso grave de ignorância e egoísmo. Lembre-se, o amor não maltrata, mas leva você a um padrão mais elevado.

 

Você deseja que seu cônjuge pare de fazer coisas que lhe chateiam?

 

Então, e hora de parar de fazer coisas que o chateiam. Você será reflexivo e amoroso o suficiente para descobrir e evitar o comportamento que torna a vida desagradável para seu (sua) companheiro (a)?

 

Você aceitara o desafio de ser agradável?

 

Aqui estão três princípios norteadores para que você pratique a etiqueta em seu casamento:

 

· Guarde a Regra de Ouro.

 

Trate seu cônjuge da mesma maneira que você deseja ser tratado (veja Lucas 6:31).

 

· Nada de Padrões Diferentes.

 

Seja tão atencioso com o seu cônjuge quanto você e com estranhos ou com colegas de trabalho.

 

· Atenda às Solicitações.

 

Considere o que o seu marido ou esposa lhe pediu para fazer ou não fazer. Se estiver em duvida, então pergunte.

 

» Desafio de hoje »

 

Peca ao seu cônjuge para lhe dizer três coisas sobre você que o deixam desconfortável e irritado.

Faca isso sem ataca-lo e sem justificar seu comportamento.

Preocupe-se apenas com a perspectiva dele.

 

-Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

Quais foram as três coisas que o seu cônjuge disse sobre você que precisam da sua atenção?

Como você reagiu ao ouvi-las?

O que você pretende fazer para melhorar essas áreas?

 

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

Nas palavras da boca do sábio há favor. (Eclesiastes 10: 12).

 

 

------------------------------------------------------------------------------------

 

 25/09/2019 - Quarta Feira

 

 

 

Parte 5 

4º Dia

O Amor é atencioso

 

Como são preciosos para mim os teus pensamentos... Como é grande a soma deles! Se eu os contasse, seriam mais do que os grãos de areia. - Salmos 139: 17-18

_____________________________________________________

O amor pensa. Ele não e um sentimento tolo que passeia pelas ondas da emoção e então cai no sono mental. Ele se mantem ocupado em pensamentos, sabendo que os pensamentos amorosos precedem as atitudes amorosas.

Quando você se apaixonou, o pensamento veio quase que naturalmente. Você passou horas imaginando como seria a pessoa amada, imaginando o que ela estaria fazendo; ensaiando coisas marcantes para dizer e, depois, curtindo doces memorias do tempo que passaram juntos. Você disse sinceramente: "Eu não consigo parar de pensar em você."

Mas, para a maioria dos casais as coisas começam a mudar logo depois do casamento. A esposa finalmente tem seu marido; o marido já tem seu troféu. A caça esta terminada e a perseguição encerrada, Fagulhas de romance vagarosamente tornam-se cinzas e a motivação para o pensamento esfria. Você se deixa focar em seu trabalho, seus amigos, seus problemas, seus desejos pessoais, em você. Depois de algum tempo, você involuntariamente começa a ignorar as necessidades do seu cônjuge.

Mas o fato de que o casamento acrescentou outra pessoa em seu universo não mudou. Então, se o seu pensamento não amadureceu o bastante para constantemente incluir esta pessoa, você se pega sendo surpreendido ao invés de reflexivo. “Hoje e nosso aniversario?” “Por que você não me inclui nesta decisão?” “Você nunca pensa em ninguém além de você mesmo?”

Se você não aprender a ser reflexivo, acabara se arrependendo por ter perdido oportunidades de demonstrar amor. A falta de atenção e um inimigo silencioso para um relacionamento amoroso.

Sejamos honestos. Os homens lutam mais contra a falta de atenção do que as mulheres. O homem tem a capacidade de focar em apenas uma coisa, como um laser, e esquecer-se do resto do mundo. Enquanto isto pode beneficia-lo naquela área especifica, pode também faze-lo ignorar outras coisas que precisam de sua atenção.

A mulher, por outro lado, e mais multi-consciente, capaz de manter-se incrivelmente atenta a vários fatos ao mesmo tempo. Ela tem a capacidade de falar ao telefone, cozinhar, saber em que cômodo da casa as crianças estão e se perguntar por que seu marido não a esta ajudando... Tudo simultaneamente. Além disso, a mulher também pensa no coletivo. Quando ela se envolve em algum trabalho especifico, fica a par de todas as pessoas que de alguma forma estão ligadas a ele.

Essas duas tendências são exemplos de como Deus projetou as mulheres para completarem os seus maridos. Como Deus disse na criação: "Não e bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e o corresponda" (Genesis 2: 18). Porem, essas diferenças também criam oportunidades para o desentendimento.

Homens, por exemplo, tendem a pensar de forma objetiva e a dizer exatamente o que querem dizer. Não e preciso mais nada para compreender a mensagem. Suas palavras são mais literais e não devem ser analisadas além do que foi dito. Mas, as mulheres falam e pensam nas entrelinhas. Elas têm a tendência de fazer insinuações. Um homem precisa ouvir também o que esta implícito se quiser obter o significado completo do que uma mulher diz. 

Se um casal não tem essa compreensão um do outro, isso pode resultar em desentendimentos sem fim. Ele fica frustrado tentando entender por que ela fala em enigmas ao invés de falar de uma vez o que quer. Ela fica frustrada tentando entender por que ele e tão desatento e não soma dois mais dois para compreender o que ela diz.

Uma mulher deseja profundamente que seu marido seja atencioso e reflexivo. Essa e uma das chaves que a ajuda a sentir-se amada. Quando ela fala, o homem sábio ouve como um detetive para descobrir as necessidades e desejos implícitos em suas palavras. Contudo, se ela sempre tem que juntar as pecas, ele perde a oportunidade de demonstrar que a ama.

Isto também explica por que as mulheres ficam chateadas com seus maridos sem dizer a eles o porque. Ela pensa: "Eu não deveria ter que explicar isso para ele. Ele precisa ser capaz de olhar a situação e entender o que esta acontecendo aqui." Ao mesmo tempo, ele se sente mal porque não pode ler a mente dela e deseja saber por que esta sendo punido por um crime que não sabia que havia cometido.

O amor requer atenção - dos dois lados - o tipo de atenção que constrói pontes através da combinação de paciência, bondade e generosidade. O amor ensina a acertar o alvo, a respeitar e a apreciar a maneira única de pensar do seu cônjuge.

O marido deve ouvir a sua esposa e aprender a considerar as mensagens não ditas. A esposa deve aprender a se comunicar com atenção e não dizer uma coisa significando outra.

Porem, com frequência você fica irado e se frustra, seguindo o padrão destrutivo "Preparar, apontar, fogo!" Você fala de forma dura e só depois pensa se deveria ter dito o que disse. Mas a natureza atenciosa do amor lhe ensina a usar a mente antes de usar os lábios. O amor pensa antes de falar. Ele filtra as palavras com a peneira da verdade e da bondade.

Quando foi a ultima vez que você gastou alguns minutos pensando em como poderia demonstrar amor ao seu cônjuge e entende-lo melhor? Qual a necessidade imediata que você pode suprir? Para qual próximo evento (aniversario, data comemorativa, feriado) você já pode se preparar? Grandes casamentos vêm de grandes reflexões.

 

» Desafio de hoje » 

 

Faça contato com o seu cônjuge em algum momento durante a agitação do dia. Não faça outra coisa senão perguntar como ele está e se tem algo que você pode fazer por ele.

- Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

O que você aprendeu sobre si mesmo e sobre o seu cônjuge ao aceitar o desafio de hoje? Como isso poderia se tornar mais natural, rotineiro e parte verdadeiramente útil do seu estilo de vida?

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

____________________________________________________

Agradeço a meu Deus toda vez que me lembro de vocês. (Filipenses 1:3).

 

---------------------------------------------------------------------------

 

18/09/2019 - Quarta Feira 


Parte 4 

3° Dia

O Amor não é egoísta

 

Dediquem-se uns aos outros com amor fraternal. Prefiram dar honras aos outros mais do que a si próprios. - Romanos 12: 1 O.

 

Vivemos em um mundo dominado pelo "ego". A cultura ao nosso redor nos ensina a priorizar nossa aparência, sentimentos e desejos pessoais. Ao que parece, o objetivo e buscar o nível mais elevado possível de felicidade. Porem, o perigo desse pensamento se torna visivelmente doloroso, uma vez dentro do casamento.

 

Se algum dia existiu alguma palavra que significasse o contrario de amor, essa palavra seria egoísmo. Infelizmente, o egoismo e algo arraigado em todos nos desde o nascimento.

Você pode perceber isso no modo como as crianças se comportam e, geralmente, na maneira como os adultos se maltratam. Quase todas as acoes pecaminosas já cometidas podem ser relacionadas a um motivo egoísta. O egoismo e uma característica que odiamos nos outros mas que justificamos em nos mesmos. Alem disso, você não pode apontar as varias formas de egoismo do seu cônjuge sem admitir que você também e egoísta. Isso seria hipocrisia.

 

Por que sera que esperamos tao pouco de nos mesmos, mas estabelecemos padrões tao elevados para o nosso cônjuge? A resposta e difícil de engolir. Somos todos egoístas.

Quando um marido coloca os seus interesses, desejos e prioridades a frente de sua esposa e sinal de egoismo. Quando uma esposa reclama constantemente sobre o tempo e a energia gastos em suprir as necessidades de seu marido, e sinal de egoismo.

 

Mas o amor "não busca os seus próprios interesses" (1 Corintios 13:5). Os casais apaixonados - aqueles que vivem o pleno proposito do casamento - são inclinados a cuidar bem do outro ser humano, falho, que eles escolheram para compartilhar a vida. E por isso que o amor verdadeiro busca maneiras de dizer "sim".

 

Um aspecto irônico do egoismo e que mesmo as acoes generosas podem ser egoístas se o objetivo for vangloriar-se ou receber alguma recompensa. Se você faz algo, ainda que bom, para manipular seu marido ou sua esposa, você ainda esta sendo egoísta. Na verdade, o ponto principal e a sua decisão entre amar os outros ou amar

 

a si mesmo.

O amor não se satisfaz senão na felicidade do outro. Você não pode agir com amor e ao mesmo tempo com egoismo. Escolher amar o seu marido ou a sua esposa lhe levara a dizer "não" aos seus desejos, para que você diga "sim" a necessidade do outro. Isso e colocar a felicidade do seu (sua) companheiro (a) acima da sua própria vontade. Não significa que você nunca vai experimentar a felicidade, mas significa que você não negara a felicidade do seu cônjuge para vive-la você mesmo.

 

O amor também leva a uma alegria interior. Quando você prioriza o bem-estar do seu cônjuge, uma satisfação interior, que não pode ser adquirida através de acoes egoístas, nasce dentro de você. Esse e um beneficio criado por Deus e reservado para aqueles que verdadeiramente demonstram amor. A verdade e, quando você renuncia aos seus interesses em beneficio do seu marido ou da sua esposa, você tem a chance de se sacrificar pelo proposito maior do casamento.

 

Ninguém lhe conhece tao bem como o seu cônjuge. E isso significa que ninguém reconhecera tao rápido a mudança, quando você começar a sacrificar, deliberadamente, os seus desejos e vontades para se assegurar de que os desejos dele estão sendo satisfeitos. Se você acha difícil sacrificar seus próprios desejos para beneficiar seu cônjuge, então você tem um problema mais profundo com o egoismo do que imagina.

 

Faca essas perguntas para você mesmo:

·Eu realmente desejo o que e melhor para o meu marido ou para a minha esposa?

 

·Eu quero que ele (a) sinta-se amado (a) por mim?

·Ele (a) acredita que eu tenho seus maiores interesses em mente?

·Ele (a) me vê buscando os meus interesses em primeiro lugar?

Goste ou não, você tem uma reputação aos olhos das pessoas que estão ao seu redor, especialmente aos olhos do seu cônjuge. Mas, esta é uma reputação amorosa? Lembre-se, o (a) seu (sua) companheiro (a)

 

também tem o desafio de amar uma pessoa egoísta. Então, seja o primeiro ao demonstrar amor verdadeiro, com os seus olhos bem abertos. E quando tudo for dito e feito, ambos se sentirão mais satisfeitos.

 

"Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas Humildemente considere aos outros superiores a si mesmos" (Filipenses 2:3).

 

» Desafio de hoje »

Aquilo em que você colocar seu tempo, energia e dinheiro, será mais importante para você. E difícil se importar com algo em que você não esta investindo. Além de evitar comentários negativos, compre para o seu cônjuge alguma coisa que diga: "eu estava pensando em você hoje".

 

- Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.

O que você escolheu dar ao seu cônjuge? O que aconteceu quando você

entregou o presente?

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

__________________________________________________________

Pois onde há inveja e ambição egoísta, aí há confusão. (Tiago 3: 16).

 

                                                             XXXXXXXXXXX                                           

 

11/09/2019 - Quarta Feira 

 

Parte 3 

2° Dia

0 Amor é bondoso

 

Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus os perdoou em Cristo. - Efésios 4:32

 

A bondade é o amor em ação. Se a paciência é a maneira pela qual o amor reage para minimizar uma circunstância negativa, a bondade é a maneira como o amor age para maximizar uma circunstância positiva.

 

A paciência evita o problema; a bondade abençoa. Uma é preventiva, a outra é ativa. Estes dois lados do amor são a pedra fundamental onde são construídos muitos dos outros atributos que discutiremos. O amor lhe faz bondoso, e a bondade lhe torna agradável. Quando você é bom, as pessoas desejam ficar ao seu redor.

 

Elas vêem você como sendo bom com elas e para elas. A chave bíblica para a importância da bondade é: "Não se afastem de ti a benignidade e a fidelidade; ata-as ao teu pescoço, escreve-as na tábua do teu coração; assim acharás favor e bom entendimento à vista de Deus e dos homens" (Provérbios 3:3-4).

 

Pessoas bondosas acham favor aonde quer que vão, até mesmo em casa. Mas a "bondade" pode parecer um pouco ampla ao ser definida, e principalmente ao ser vivida.

 

Então, vamos dividi-la em quatro ingredientes principais: Gentileza. Quando você é movido pela bondade, você é cuidadoso no modo como trata seu cônjuge, nunca sendo rude desnecessariamente. Você é sensível, tenro.

 

Mesmo quando precisar dizer coisas duras, fará um grande esforço para que a sua censura ou provocação soe o mais leve possível. Você fala a verdade em amor.

 

Prestabilidade. Ser bom significa que você supre as necessidades do momento. Se forem os afazeres domésticos, você se ocupa com eles. Um ouvido? Você dá o seu.

 

A bondade agracia a esposa com a habilidade de servir ao marido sem se preocupar com os seus próprios direitos. A bondade torna o marido curioso para saber as necessidades da esposa, e depois o motiva para ser aquele que fará de tudo para suprir essas necessidades - mesmo que as dele sejam postas em segundo plano. Boa vontade.

 

A bondade lhe inspira a ser agradável. Ao invés de ser obstinado, relutante ou teimoso, você coopera, é flexível. Em lugar de reclamar ou dar desculpas, você busca razões para se comprometer e ajudar.

 

Um marido gentil acaba com milhares de argumentos em potencial, tendo boa vontade para ouvir primeiro ao invés de exigir que as coisas sejam feitas à sua maneira. Iniciativa. A bondade pensa à frente, e dá o primeiro passo.

 

Ela não se senta esperando ser estimulada ou forçada a sair do sofá.

 

O marido ou a esposa gentil será o que cumprimenta primeiro, sorri primeiro, serve primeiro e perdoa primeiro. Ele (a) não espera o outro agir para então demonstrar amor.

 

Quando agimos segundo a bondade, vemos as necessidades, e então tomamos a atitude primeiro. Jesus descreveu de forma criativa a bondade do amor na parábola do Bom Samaritano, encontrada na Bíblia - Lucas, capítulo 10.

 

Um homem judeu atacado por assaltantes foi deixado quase morto em uma estrada deserta. Um sacerdote e um levita, respeitados no meio do povo, passaram pelo outro lado decidindo não parar. Muito ocupados. Muito importantes.

 

Apreciadores de mãos limpas. Mas um homem comum de outra etnia - os odiados samaritanos, cujo ódio pelos judeus era cruel e mútuo - vê o homem em sua necessidade e é movido de compaixão. Atravessando todos os limites culturais e arriscando se expor ao ridículo, ele parou para ajudar o homem.

 

Enfaixando-lhe as feridas e colocando-o sobre seu próprio animal, ele o carrega até uma hospedaria e paga todas as despesas médicas do seu próprio bolso. Onde anos de racismo causaram rixa e divisão, um ato de bondade aproximou dois inimigos.

 

Gentilmente, prestativo, de boa vontade. Tomando a iniciativa, esse samaritano demonstrou a bondade verdadeira de todas as maneiras possíveis. Não foi a bondade uma das principais coisas que uniram você e seu cônjuge em primeiro lugar?

 

Quando se casou, você não esperava curtir a bondade dele para o resto de sua vida? O seu cônjuge não esperava o mesmo de você? Mesmo que os anos sejam capazes de afastar essa esperança, a alegria no casamento ainda está ligada ao nível diário de bondade expressada. A Bíblia descreve uma mulher cujo marido e filhos a abençoam e honram.

 

Entre todos os seus atributos, se destacam estes: "Fala com sabedoria e ensina com amor" (Provérbios 31:26). E você? Como seu marido ou sua esposa lhe descreveria à luz da bondade? Você é áspero? É gentil e prestativo?

 

Você espera que lhe peçam alguma coisa ou você toma a iniciativa de ajudar? Não espere seu cônjuge ser bondoso primeiro para que então, você pratique a bondade. É difícil expressar amor quando existe pouca ou nenhuma motivação. Mas o amor em sua essência não é baseado em sentimentos.

 

Pelo contrário, faz parte da natureza do amor ter consideração e ser atencioso, mesmo quando parece não haver recompensa.

 

Você nunca aprenderá a amar até que aprenda a demonstrar bondade. ≈ Desafio de hoje ≈ Além de, mais uma vez, não dizer palavras negativas ao seu cônjuge hoje, demonstre bondade com, no mínimo, um gesto inesperado. - Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo. Que descobertas sobre o amor você fez hoje?

 

O que você fez especificamente com relação a este desafio? Como você demonstrou bondade?

_______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________

 

O que faz um homem desejável é a sua benignidade. (Provérbios 19:22).

 

                              &&&&&&&                                                             

 

04/09/2019 - Quarta Feira 

 

Parte 2 

1º  Dia
 
O Amor é Paciente             
 
Sejam completamente humildes e dóceis, e sejam pacientes, suportando uns aos outros com amor. - Efésios 4:2
 
O amor funciona. E o motivador mais poderoso e tem uma
profundidade e um significado bem maiores do que a maioria das pessoas pensa. O amor sempre faz o que e melhor para os outros e tem o poder de nos fortalecer para enfrentar grandes problemas. 
 
Nascemos com uma sede perpetua de amor. Nosso coração precisa de amor, assim como nossos pulmões precisam de oxigênio. O amor muda a nossa motivação de vida. Os relacionamentos se tornam significativos
com ele. 
 
Nenhum casamento e bem sucedido sem amor.
O amor e construído sobre dois pilares que melhor definem o que ele e. 
 
Esses pilares são a paciência e a bondade. 
 
Todas as outras características do amor são extensões desses dois atributos. 
E e aqui que começa o seu desafio, com a paciência.
O amor ira lhe inspirar a ser uma pessoa paciente. 
 
Quando você decide ser paciente, você responde de maneira positiva a uma situação negativa. Você e tardio em irar-se. Prefere ter um "pavio longo" a se irritar facilmente. 
 
Ao invés de ser impaciente e exigente, o amor lhe ajuda a se acalmar e a transmitir misericórdia aos que estão ao seu redor. A paciência traz a calma interior em meio a
tempestade exterior.
 
Ninguém gosta de ter uma pessoa impaciente por perto. Estar próximo de alguém assim faz você reagir com raiva, insensatez e de maneiras lamentáveis. 
 
A ironia da raiva em uma ação errada esta em gerar novos erros por si só. A raiva quase nunca torna as coisas melhores. 
 
Na verdade, ela geralmente cria mais problemas. Mas a paciência paralisa o andamento do problema. A paciência, mais do que morder a língua, mais do que bater a mão na boca, e respirar fundo. 
 
Ela purifica o ar. Ela impede a insensatez de espalhar seu veneno por toda casa. Ter paciência e escolher controlar suas emoções ao invés de permitir que elas lhe controlem. E demonstrar discrição ao inves de pagar mal com mal.
Se o seu cônjuge lhe ofende, você rapidamente revida ou você se controla? Você reage com raiva quando lhe tratam injustamente? 
 
Se a resposta for sim, você esta espalhando veneno ao
invés de remédio.
 
A raiva e causada, na maioria das vezes, quando um forte desejo por algo e combinado com decepção ou tristeza. Você não consegue o que quer, então começa a se irritar por dentro. Muitas vezes ela e a reação emocional que resulta das nossas razoes egoístas, tolas e mas.
 
Por outro lado, a paciência nos torna sábios. Ela não se apressa em julgar, mas ouve o que a outra pessoa esta dizendo. Ela espera na entrada enquanto a raiva deseja invadir com violência. 
 
A paciência aguarda para ver toda a situação antes de julgar. A bíblia diz: "o homem paciente da prova de grande entendimento, mas o precipitado revela insensatez" (Provérbios 14:29).
 
Assim como a falta de paciência fara do seu lar uma zona de guerra, a pratica da paciência estimulara a paz e a tranquilidade. 
 
"O homem irritável provoca dissensão, mas quem e paciente acalma a discussão" (Provérbios 15:18). 
 
Frases como esta do livro de Provérbios são princípios claros de aplicação eterna. 
 
A paciência e o lugar onde o amor encontra sabedoria. 
 
E todo casamento precisa desta combinação para permanecer saudável.
 
A paciência lhe ajuda a dar ao seu cônjuge o direito de ser humano.
 
A paciência entende que todos falham. Quando um erro e cometido, a paciência decide dar mais tempo do que ele (a) precisa para corrigi-lo. 
 
A paciência lhe capacita a permanecer firme durante os
tempos difíceis do seu relacionamento, ao inves de lhe esgotar com as pressões.
 
Mas o seu cônjuge pode contar com um marido ou com uma
esposa paciente? 
 
Ela pode ter certeza de que se trancar as chaves dentro do carro poderá contar com a sua compreensão ao invés de
ouvir um sermão que a fara sentir-se como uma criança? 
 
Ele pode se assegurar de que se comemorar os últimos segundos do jogo de futebol não vai ouvir uma lista de sugestões de como poderia usar melhor o seu tempo? 
 
Acontece que poucas pessoas são tão difíceis
de se conviver quanto uma pessoa impaciente.
 
Como seria o tom de voz do seu lar se você colocasse em pratica essa abordagem bíblica: "tenham cuidado para que ninguém retribua mal com mal, mas sejam sempre bondosos uns para com os outros e para com todos." (1 Tessalonicenses 5: 15)?
 
Poucos de nos praticam a paciência de forma adequada, e nenhum de nos a pratica naturalmente. 
 
Mas o homem e a mulher sábios verão a paciência como um ingrediente essencial no casamento. 
 
Este e um bom ponto de partida para demonstrar o amor verdadeiro.
 
Essa jornada de O Desafio de Amar e um processo, e a primeira atitude que você deve decidir ter e ser paciente. 
 
Pense nisso como uma maratona, não como uma corrida de 100 metros rasos. 
 
Uma maratona que vale a pena correr.
 
>  Desafio de hoje <
 
A primeira a parte do desafio de hoje e bastante simples. Apesar do amor se comunicar de varias formas, as palavras, na maioria das vezes, refletem o estado do nosso coração. 
 
Para o próximo dia, decida demonstrar paciência e de modo algum diga algo negativo para o seu cônjuge. 
 
Se a tentação surgir, não diga nada. E melhor segurar a língua do que dizer algo de que possa se arrepender depois.
- Anote aqui quando o desafio de hoje estiver completo.
 
Aconteceu alguma coisa hoje que lhe deixou com raiva do seu cônjuge? 
 
Você foi tentado a ter pensamentos condenáveis e a expressa-los com palavras?
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_____________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
_______________________________________________
 
Sejam todos prontos para ouvir, tardios para falar e tardios para irar-se.     (Tiago 1:19).

                                                               &&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

 

28/08/2019 - Quarta Feira

" DEUS EM SUA INCONDICIONAL MANEIRA DE NOS AMAR, DEMONSTRANDO EM DECIDIR ATÉ MESMO MORRER POR NÓS MOVIDO POR ESTE AMOR, NOS DESAFIA A IMITÁ-LO DIARIAMENTE. " - Parte 1 / INTRODUÇÃO

UM DESAFIO PARA AMAR INCONDICIONALMENTE O SEU CÔNJUGE - Parte 1 / INTRODUÇÃO 

Receba este livro como um alerta. Esta jornada de quarenta dias não pode ser encarada superficialmente.
Ela é um desafio e, na maioria das vezes, um processo difícil, mas incrivelmente recompensador. Aceitar esse desafio exige uma mente determinada e decisões firmes.

O seu propósito não é o de ser experimentado ou testado por pouco tempo, e aqueles que desistirem cedo, perderão os maiores benefícios. Se você se comprometer com um dia de cada vez em um período de quarenta dias, os resultados poderão mudar a sua vida e o seu casamento. 

Considere este livro um desafio vindo de quem já o aceitou antes de você.

A intenção em postar este estudo ( estarei postando semanalmente ), é que vocês cônjuges se disponham a praticá-lo não somente por 40 dias, mas sim por toda a vida.

Pois assim como creio que devemos viver a vida cristã diariamente até à eternidade, da mesma forma creio na questão do matrimônio, pois Ele fora criado por Deus para ser perpétuo, ou seja, até que a morte de um dos cônjuges ou dos dois o finalize, determinando o seu cancelamento.

Sabemos que somente a morte pode e deve separar um casal de seu enlace matrimonial, pelo menos para os que dizem professar a fé cristã.

AS ESCRITURAS DIZEM que Deus projetou e criou o casamento para ser algo bom. Ele é um presente lindo e inestimável. Deus usa o casamento para nos ajudar a acabar com a solidão, multiplicar nossa eficiência, construir famílias, criar filhos, curtir a vida e nos abençoar com o relacionamento íntimo.

Mas além disso, o casamento também nos mostra a necessidade de crescer e de lidar com nossas próprias dificuldades e com o egocentrismo, através da ajuda de um companheiro para toda a vida.

Se somos "ensináveis", iremos aprender a fazer aquilo que é mais importante no casamento - amar. Esta poderosa união lhe mostra o caminho para amar incondicionalmente outra pessoa imperfeita. Isto é maravilhoso. É difícil. É uma mudança de vida.

Este livro é sobre o amor, sobre a aprendizagem e sobre o desafio de viver um relacionamento amoroso. E essa jornada se inicia com a pessoa que está mais próxima de você: seu cônjuge. Que Deus lhe abençoe nesta aventura.

Mas esteja certo de uma coisa: você precisará de coragem. Ao aceitar esse desafio, você precisa ter a consciência de que ao invés de seguir o coração, terá que governá-lo. O mundo diz para seguir o coração, mas se você não estiver governando o seu, então alguém ou alguma outra coisa estará. A bíblia diz que "enganoso é o coração, mais do que todas as coisas" (Jeremias 17:9), e ele sempre perseguirá aquilo que parece certo no momento.

Nós desafiamos você a pensar de maneira diferente - escolher direcionar o seu coração para aquilo que será melhor ao longo do caminho. esta é a chave para relacionamentos permanentes e recompensadores.

A jornada de o desafio de amar não é um processo para tentar fazer do seu cônjuge a pessoa que você quer que ele seja. Com certeza você já descobriu que o esforço em tentar mudar seu marido ou sua esposa acabou em fracasso e frustração. Pelo contrário, esta é uma jornada de exploração e demonstração genuína de amor, mesmo quando o seu desejo acaba e quando as suas motivações estão enfraquecidas. A verdade é que o amor é uma decisão e não apenas um sentimento. Ele não busca os seus próprios interesses, é sofredor e transformador. E quando o amor é demonstrado verdadeiramente, como foi planejado para ser, o seu relacionamento tem grandes chances de mudar para melhor.

Em cada dia dessa jornada estão incluídos três elementos muito importantes:

Primeiro, um aspecto único do amor será discutido. Leia cada um desses aspectos cuidadosamente e esteja aberto a um novo entendimento do que significa amar alguém verdadeiramente.

Segundo, você terá um desafio específico para fazer com o seu cônjuge. Alguns serão fáceis e outros bem desafiadores. Mas leve cada desafio a sério e seja criativo e corajoso o suficiente para realizá-lo. Não desista se situações externas lhe impedirem de completar um desafio específico. Apenas faça-o o mais rápido possível e prossiga na jornada.

Por último, você terá um espaço para anotar o que está aprendendo, fazendo e como o seu cônjuge está reagindo. É importante que você aproveite este espaço para registrar o que está acontecendo com você e seu cônjuge ao longo do caminho. O seu progresso estará registrado nessas anotações que provavelmente se tornarão inestimáveis para você no futuro.

Lembre-se, você tem a responsabilidade de proteger e guiar o seu coração. Não desista e não fique desencorajado. Decida dirigi-lo e agir assim até o final. Aprender a amar verdadeiramente é uma das coisas mais importantes que você fará.

AGORA, POIS, PERMANECEM A FÉ, A ESPERANÇA E O AMOR, ESTES TRÊS; MAS O MAIOR DESTES É O AMOR 1 Coríntios 13: 13


AINDA QUE EU FALASSE AS LÍNGUAS DOS HOMENS E DOS ANJOS, E NÃO TIVESSE AMOR, SERIA COMO O METAL QUE SOA OU COMO O CÍMBALO QUE RETINE.

E AINDA QUE TIVESSE O DOM DE PROFECIA, E CONHECESSE TODOS OS MISTÉRIOS E TODA A CIÊNCIA, E AINDA QUE TIVESSE TODA FÉ, DE MANEIRA TAL QUE TRANSPORTASSE OS MONTES, E NÃO TIVESSE AMOR, NADA SERIA.

E AINDA QUE DISTRIBUÍSSE TODOS OS MEUS BENS PARA SUSTENTO DOS POBRES, E AINDA QUE ENTREGASSE O MEU CORPO PARA SER QUEIMADO, E NÃO TIVESSE AMOR, NADA DISSO ME APROVEITARIA. 1 CORÍNTIOS 13:1-3

 

Transcrito e Postado por Pr. Élio Loiola

 

topo